MOTELX 2017: De Elm Street a Lisboa

A 11.ª edição MOTELX está de regresso a Lisboa entre 5 e 10 de setembro. Este ano, a maior festa de filmes de terror conta com a presença de dois mestres da arte do suspense!

MOTELX 2017: De Elm Street a Lisboa

A 11.ª edição MOTELX está de regresso a Lisboa entre 5 e 10 de setembro. Este ano, a maior festa de filmes de terror conta com a presença de dois mestres da arte do suspense!

Lisboa prepara-se para receber mais uma edição do festival de cinema mais assustador de Portugal. Como já é tradição, conte com uma programação com dezenas de filmes, workshops, masterclasses e muitos arrepios.

MOTELX, o Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, realiza-se entre 5 e 10 de setembro no Cinema São Jorge, no Teatro Tivoli BBVA e na Cinemateca Júnior (Palácio Foz). As grandes expectativas deste ano centram-se na participação dos mestres cinematográficos Alejandro Jodorowsky e Roger Corman. Vanguardista do cinema surrealista, Jodorowsky tem um universo unicamente macabro que, ao longo da sua carreira, seduziu personalidades como Salvador Dalí, John Lennon, Pink Floyd ou Orson Welles. Roger Corman é um verdadeiro badboy de Hollywood para além de ser um dos maiores cineastas e produtores independentes da história do cinema americano. Premiado com um Óscar Honorário, Corman já trabalhou ao lado de Martin Scorsese, Jack Nicholson ou Robert de Niro.

Nesta 11ª edição não poderá perder também filmes como “The Limehouse Golem” de Juan Carlos Medina, uma revisitação feminista do mito de Jack The Ripper. Dedicado a todos os fãs de humor negro,”The Bar”, do mestre do terror espanhol Álex de la Iglesia é outro dos filmes que não pode perder. E se é fã de Matthew Gray Gubler, actor de “Mentes Criminosas” não perca o politicamente incorrecto “68 Kill” de Trent Haaga.

Associando-se ao festival “Lisboa, Capital Ibero-americana da cultura”, a ter lugar em novembro, o MOTELX vai passar cinema produzido na América do Sul e na Península Ibérica sob o tema “O Estranho Mundo do Terror Latino”, nomeadamente, “Crime de Amor” (1971) e “O Espírita” (1976).

Mas o MOTELX não seria o MOTELX sem o espírito de competição. Como já é habitual, o festival volta a promover produções nacionais e regressa com o maior prémio atribuído a curtas-metragens em Portugal, no valor de 5000 euros. Em paralelo, continua também a competição pelo Prémio MOTELX – Melhor Longa de Terror Europeia, atribuído pela primeira vez o ano passado e já um sucesso entre o público.

Yorn microCURTAS também se junta às corridas premiando curtas-metragens com um máximo de dois minutos de duração e que sejam filmadas integralmente com smartphone ou tablet. Se ficou interessado saiba que pode concorrer a qualquer uma destas categorias até dia 26 de agosto.

Não esquecendo os pequenos mais corajosos, o MOTELX vai passar vários filmes de animação de terror adequado às suas idades, organizar um peddy papper no Cinema São Jorge e vai ainda passar sessões de curtas-metragens para toda a família. Conte com dezenas de eventos paralelos durante a semana mais assustadora do ano e saiba mais pormenores aqui!

 

Impala Instagram


RELACIONADOS