Más notícias para os fãs da margarina Becel Pro-Activ

Más notícias para os fãs da margarina Becel Pro-Activ

De acordo com a Foodwatch, organização holandesa do consumidor equivalente à DECO em Portugal, a margarina Becel Pro-Activ poderá ser perigosa para a saúde.

Os consumidores estão cada vez mais atentos às escolhas alimentares saudáveis. Existem pessoas que acham que a margarina Becel Pro-activ, com esteróis vegetais, é uma boa alternativa à manteiga. Mas, na verdade, ela pode danificar muito a sua saúde. Essa margarina pode ser muito indicada para quem tem problemas de colesterol. Contudo, de acordo com a Foodwatch, organização holandesa do consumidor, A margarina Becel Pro-Activ poderá ser perigosa para pessoas saudáveis.

Site Sudinfo também afirma que a Becel Pro-Activ será «inadequada para quem não possui problemas de colesterol»

Esta margarina será «inadequada para quem não possui problemas de colesterol», considera também o site de Sudinfo. Os esteróis vegetais presentes nesta margarina serão indicados apenas para quem sofre da condição de colesterol elevado. E só deve ser consumida por estes pacientes. Caso contrário, a «Pro-Activ pode causar problemas vasculares», relata o porta-voz da organização Foodwatch. Se não tiver colesterol elevado, o conselho é o de que não consuma Becel Pro-Activ. caso contrário, pode vir a danificar a sua saúde.

LEIA MAIS: Diga adeus ao verão. Este outono vai ser o mais chuvoso dos últimos dez anos

Os esteróis vegetais, ou fitoesteróis, são substâncias estruturalmente semelhantes ao colesterol, mas que, ao contrário deste, apenas se encontram naturalmente presentes em produtos de origem vegetal. Frutas, vegetais, leguminosas, frutos oleaginosos, sementes, óleos vegetais e cereais integrais são alguns dos alimentos onde podem ser encontrados. De acordo com a Fundação Portuguesa de Cardiologia, e uma vez que o seu teor nestes alimentos é reduzido, a indústria alimentar «fortifica os alimentos em quantidades significativas de esteróis vegetais». «Cremes vegetais, leites, iogurtes, queijos, bebidas de soja e molhos para a salada» são alguns dos alimentos transformados onde os fitoesteróis são introduzidos pela mão humana.

Os esteróis vegetais fazem bem, mas só a quem está mal

Os esteróis vegetais constituem um tema muito abordado nos dias que correm. «O seu consumo regular, numa dose diária de dois a três gramas, está associado à redução dos valores de colesterol total e do LDL (o chamado ‘mau colesterol’).» Tendo em conta a «grande prevalência de indivíduos com valores de LDL e de colesterol total elevados na sociedade ocidental atual, e o fator de risco que isso constitui para a saúde cardiovascular, os esteróis vegetais surgem como uma ajuda importantíssima» para contrariar esta situação. Porém, como adverte a Foodwatch, indivíduos saudáveis devem evitar o consumo de produtos como a Becel Pro-Activ.

LEIA MAIS: O seu filho come vegetais e frutas suficientes?

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS