Mãe assume estar traumatizada: «Roubaste-me quatro anos de sono»

Mãe assume estar traumatizada: «Roubaste-me quatro anos de sono»

O desabafo de uma mãe: «Fui ao limite, ao fundo…enlouqueci sem perceber».

Este é daqueles temas que simplesmente colocaria na gaveta, guardaria a sete chaves e tentaria esquecer, não fosse o tema que mais me marcou nesta aventura da maternidade.

No Dia Mundial do Sono, que se celebra a 16 de março, poderíamos bem fazer uma vénia a todas as mães, poderíamos até dedicar-lhe o dia e poderíamos até decretar feriado mundial para que elas pudessem repor as horas de sono perdidas… e nem mesmo assim consguiríamos ser justos.

Roubaste-me quatro anos de sono… do profundo ao mais leve… simplesmente roubaste-me… e isto não tem forma bonita de se dizer. Fui ao limite, ao fundo…elouqueci sem perceber. Fiquei muitas vezes fora de mim. «Ameacei-te» de várias formas e «excomunguei-te» a cada noite que passava. Já sei, podem abrir a minha sepultura e enterrar-me por proferir estas palavras, mas são a mais pura realidade e não, ninguém que se arrepende mais do que eu por ter tido tamanhos pensamentos e desejos.

Fui ao Inferno e desci muitas vezes perdida e sem rumo. Experimentem vocês passar quatro meses sem dormir uma noite… experimentem vocês passar a dormir 15 minutos e a acordar mais um par de horas, experimentem vocês estarem «podres» de cansaço e começar a ouvir chorar insistentemente quando só apetece colocar a almofada nos ouvidos e fazer-se de mercador…

As mães deste mundo sabem do que falo! Umas mais que outras é certo, mas a verdade é que isto do sono das crianças tem muito que se lhe diga.

Continue a ler este desabafo no nosso site CrescerContigo.pt

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS