Este gato foi adotado e não parava de miar. A solução para acabar com a tristeza foi simples

A dona tentou de tudo para deixar o gato completamente à vontade em casa. A solução estava fora da habitação.

Alana Hadley, uma jovem norte-americana a residir no estado do Wisconsin, tinha acabado de adotar um gato num abrigo animal da região. Chegado a casa, o animal de apenas quatro meses aparentava estar muito triste. Interagia pouco, miava constantemente e chorava.

“Seria de pensar que ele ficasse feliz por finalmente ter um lar, mas ele parecia mesmo muito triste”, revelou Alana. O Ares, assim foi batizado, não parecia estar adaptado. “Eu pensei que ele estava a miar por querer a nossa atenção e estar connosco. Ele miava quase sem parar até adormecer, e recomeçava ao acordar novamente. Nós pensamos que a irmã dele realmente lhe fazia falta e ele estava muito triste”

LEIA MAIS: Estes gatos têm mais likes do que Cristina Ferreira

Brinquedos, carinho, mimos e tudo de bom para o pequeno gatinho, mas nada passou o medo ou a tristeza que parecia residir no gato. Mais tarde, a dona apercebeu-se do que poderia estar a acontecer.

“Eu percebi que ele provavelmente nunca tinha estado longe da sua irmã e estava a sofrer por ter sido separado dela”, explicou. De acordo com as informações do Wisconsin Humane Society Door County Campus, Ares tinha chegado ao abrigo em dezembro, juntamente com a sua irmã Afrodite, na altura ainda bebés.

Alana decidiu adotar a gata irmã de Ares, Afrodite, sem qualquer problema. No entanto, alguém já tinha solicitado a adoção dessa gata. Algo que se resolveu rapidamente. Agora, o gato mostra-se realmente feliz ao lado da irmã. Veja nas fotos.

LEIA MAIS: Gatos salvam pitbull bebé que ia ser comido pela mãe

Fotos: Reprodução Facebook

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS