1. HOME >
  2. LIFESTYLE

Dr. Pimple Popping: «Ver uma borbulha a ser espremida pode diminuir a ansiedade»

Cada vez existem mais pessoas viciadas em ver borbulhas, furúnculos e outras protuberâncias na pele a serem espremidas ou rebentadas. Sandra Lee, mais conhecida por Dr. Pimple Popping, conta-nos tudo sobre este fenómeno

Milhões de pessoas no mundo inteiro dedicam horas do seu tempo a ver vídeos, maioritariamente no Youtube, de borbulhas e furúnculos a serem espremidos. Este fenómeno tem tantos fãs que o canal TLC vai estrear em Portugal o programa Dr. Pimple Pooper no próximo dia 11 de janeiro, pelas 20h00. Nesta série, os portugueses vão poder acompanhar as consultas de Sandra Lee, de 48 anos, uma dermatologista que trata vários «casos raros e chocantes» de doenças de pele. Por outras palavras, borbulhas enormes serão espremidas e furúnculos repugnantes extraídos.

LEIA MAIS: 7 mitos relacionados com a mamoplastia

Em resposta aos jornalistas, a profissional de saúde revelou alguns segredos da profissão e falou sobre o porquê do prazer associado ao visionamento de borbulhas a serem tratadas.

Por que é que estes vídeos são tão populares?

De acordo com a especialista, a razão pela qual as pessoas gostam tanto de ver estas extrações é porque as deixa «felizes».

«Ver uma borbulha a ser espremida pode diminuir a ansiedade. As pessoas sentem-se bem ao ver algo a ser removido de um sítio onde não devia estar. As pessoas gostam de ver e as coisas a voltarem ao seu sítio certo», explica a Sandra.

A especialista refere que várias pessoas já lhe disseram que adormecem a ver os seus vídeos pois têm um «efeito tranquilizante». Outros fãs confessam ainda que o programa os faz sentir bem, «como acontece após se andar de montanha-russa ou depois de se assistir a um filme de terror».

No entanto, a protagonista da série confessa que não gosta de ver vídeos de pessoas a «espremerem um cisto enorme».

«Não consigo ver. Contudo, percebo a atracção, a capacidade hipnotizante de ver uma boa extracção. Já gostei de espremer uma ou duas borbulhas, especialmente as que sei que vão ter mais impacto e cativar mais espectadores».

Num tom de confissão, a especialista ainda acrescenta que os grandes pontos-negros são as suas borbulhas preferidas de rebentar.

«Nunca trato os meus pacientes como se eles tivessem algo nojento ou repugnante»

Sandra afiança que apesar de as pessoas se interessarem em ver borbulhas a explodir, os problemas de pele são geralmente condições das quais os pacientes têm «vergonha» e que, a maioria, tenta esconder o problema cutâneo no seu dia-a-dia. Neste sentido, a médica acredita que o dermatologista tem um papel fundamental em garantir que o paciente se sente bem e que volta a ter confiança em si próprio.

«É importante que tratemos as pessoas sempre com todo o respeito. Tento sempre falar com os meus pacientes como se eles fossem um membro da minha família ou uma grande amiga», refere.

Dicas para uma pele saudável

Se não quer ter de marcar uma consulta com a Dr. Pimple Popper, a especialista deixa alguns conselhos fundamentais para se ter uma pele saudável. «Devemos escolher os produtos que utilizamos na pele de acordo com o clima em que vivemos e o nosso tipo de pele», começa por dizer. Usar sempre protector solar e perceber que o «creme da melhor amiga nem sempre é o melhor para nós» são outras noções que toda as pessoas devem ter sobre como tratar o maior órgão do corpo humano.

«Peles oleosas ou climas mais húmidos não exigem tanta hidratação. Peles secas ou climas frios já exigem produtos mais pesados com uma grande capacidade de hidratação», aconselha.

Como é que Sandra se tornou na Dr. Pimple Popper

Com um pai dermatologista, Sandra crê que sempre esteve destinada a seguir esta especialidade médica. O facto de este ramo da medicina ser um dos mais competitivos foi um fator que ainda deixou a especialista mais motivada em perseguir a especialidade. «Acho que sou uma sortuda por ser dermatologista e também acho que fui feita para isto».

Mas, como é que uma dermatologista se transforma numa cara da televisão? Tudo começou quando Sandra publicou no Youtube alguns vídeos seus a tratar de borbulhas e furúnculos. «Rapidamente descobri que havia uma subcultura de pessoas em todo o mundo que partilhava entre elas vídeos de borbulhas a serem rebentadas».

Na altura, a médica descobriu esta comunidade no Reddit – uma rede social na qual os utilizadores podem divulgar notícias e votar positiva ou negativamente nas mesmas. Apesar de não ter percebido muito bem como funcionava a plataforma digital, Sandra constatou que todas as pessoas usavam pseudónimos e foi assim que a especialista criou o nome ‘Dr. Pimple Popper’.

A partir desse momento, a dermatologista – que tem o seu próprio consultório há cerca de 15 anos – começou a ter cada vez mais seguidores e a ser cada vez mais conhecida no mundo inteiro. Atualmente, tem um milhão de subscritores no Youtube, o seu próprio programa televisivo, lançou a sua própria linha de produtos cosméticos para a pele ( SLMDskincare) e publicou um livro também sobre cuidados a ter com cútis . Ainda assim, Sandra acredita que o ponto alto da sua carreira ainda está para vir.

Texto: Redação WIN – Conteúdos Digitais    Fotos: Disponibilizadas pelo TLC

 

 

 

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Dr. Pimple Popping: «Ver uma borbulha a ser espremida pode diminuir a ansiedade»

Cada vez existem mais pessoas viciadas em ver borbulhas, furúnculos e outras protuberâncias na pele a serem espremidas ou rebentadas. Sandra Lee, mais conhecida por Dr. Pimple Popping, conta-nos tudo sobre este fenómeno