Dormir pouco aumenta o risco de cancro

Um estudo publicado pela revista científica Journal of the American Heart Association revela que dormir menos de seis horas diárias pode aumentar o risco de cancro e outras doenças, podendo levar à morte precoce.

Dormir pouco aumenta o risco de cancro

Dormir pouco aumenta o risco de cancro

Um estudo publicado pela revista científica Journal of the American Heart Association revela que dormir menos de seis horas diárias pode aumentar o risco de cancro e outras doenças, podendo levar à morte precoce.

Um estudo publicado pela revista científica Journal of the American Heart Association revela que dormir menos de seis horas diárias pode aumentar o risco de cancro e outras doenças, podendo levar à morte precoce.

LEIA DEPOIS

Sinais de que está a sofrer de doença da tiróide

Risco de cancro triplicou para as pessoas com menos de seis horas de sono

A equipa de investigadores analisou 1654 adultos, entre 1991 e 1998, que foram divididos em dois grupos: um composto por pessoas com hipertensão arterial ou diabetes tipo 2 e outro formado por pessoas que já tinha sofrido de uma doença cardíaca. Até ao final de 2016, morreram 512 pessoas. 170 por doença cardíaca ou AVC e 128 de cancro.

As conclusões a que os investigadores chegaram mostram que o risco de morte por doença cardíaca ou AVC duplicou para os adultos do primeiro grupo que dormiam menos de seis horas por noite. No caso dos doentes cardíacos, o risco de cancro triplicou para as pessoas com menos de seis horas de sono. Estes estudo pretende, em futuras investigações, determinar se o aumento do número de horas de sono pode reduzir o risco de morte precoce.

LEIA MAIS

Os 25 sinais de que encontrámos o verdadeiro amor

Impala Instagram


RELACIONADOS