Comichão no verão: 4 tipos comuns e forma de acabar com eles

No verão aumenta a comichão. Fique a saber o que pode estar a causar quatro tipos comuns e como acabar com eles.

Comichão no verão: 4 tipos comuns e forma de acabar com eles

Comichão no verão: 4 tipos comuns e forma de acabar com eles

No verão aumenta a comichão. Fique a saber o que pode estar a causar quatro tipos comuns e como acabar com eles.

As altas temperaturas que se têm feito sentir dão origem a diversas condições. É o caso dos escaldões bem como daquela que pode ser uma vontade incontrolável de se coçar. Sendo que existem 4 zonas do corpo que tendem a provocar maior comichão durante o calor. E que podem fazer com que tenha uma maior dificuldade em dormir ou relaxar. Em conversa com o Daily Star a dermatologista Eva Melegh aborda diferentes tipos de comichão e a forma de as tratar rapidamente.

Clitóris: 5 curiosidades sobre o “botão do prazer” feminino
Vídeo viral dá a conhecer cinco factos bastante curiosos sobre o clitóris, que muitos definem como o “botão do prazer” feminino (… continue a ler aqui)

1 – Comichão nas canelas

“As canelas são frequentemente o primeiro lugar onde a pele seca se manifesta, então se está desidratado por dormir ou trabalhar em quartos com ar condicionado, as suas canelas serão a primeira zona onde provavelmente terá uma pele seca, com comichão”, diz. “A comichão nas canelas também pode ser provocada por uma alergia de contacto à relva por andar com as pernas nuas no campo ou jardim. Isso causa inflamação juntamente com comichão intensa e provavelmente piorará à noite”, acrescenta.

Explica a especialista que caso a pele esteja vermelha, levantada e com comichão, necessitará de um creme anti-histamínico. Caso esteja escamosa sem estar levantada ou vermelha, é provável que seja desidratação. “ Para ambas as causas, evite depilar a área até que a comichão e a pele seca tenham diminuído. Mantenha as pernas longe do sol direto e, se possível, mantenha-as cobertas com roupas leves de fibra natural até que melhorem.”

2 – Comichão nas partes íntimas

“As partes íntimas com comichão são mais prováveis de serem causadas por uma infecção provocada pelo crescimento excessivo de fungos, frequente conhecido como aftas, devido ao acumular de calor extremo”, conta Melegh. “O crescimento de fungos floresce em condições quentes e húmidas, portanto, se a comichão estiver ao redor da região genital e/ou anal, é mais provável que seja o crescimento excessivo de fungos a provocar o problema.” A solução pode estar em cremes antifúngicos que contenham Clotrimazol. “No entanto, assim que a comichão diminuiu, o fungo ainda pode estar escondido na pele íntima à espera de outra oportunidade de se multiplicar nas condições quentes e húmidas. “Evite quaisquer produtos íntimos perfumados ou químicos, seja para fins de lavagem ou lubrificação”, recomenda.

3 – Comichão no couro cabeludo

“Em condições muito quentes, uma comichão no couro cabeludo geralmente é o resultado de queimaduras solares no couro cabeludo”, explica a especialista. “Muitos de nós esquecemos que o couro cabeludo também pode queimar-se e, ao usar FPS no resto do corpo, o couro cabeludo fica frequentemente exposto aos raios UV diretos e pode queimar-se facilmente, resultando em pele seca e comichão seguidos de descamação fina que pode durar várias semanas. “Suor, cloro de piscinas e champôs baratos de hotéis também podem provocar irritação, comichão e pele seca do couro cabeludo.”

A médica destaca que o melhor tratamento é evitar todos os champôs e produtos capilares que contenham perfumes e produtos químicos até que a comichão e a descamação desapareçam. “A pior coisa que pode fazer para a comichão e descamação causada pelo couro cabeludo queimado pelo sol é usar um champô anticaspa. Isso provavelmente piorará, não melhorará”, refere.

4 – Fendas da pele com comichão

“Prurido intenso e inflamação nas rachas e fendas da pele, como cotovelos, atrás dos joelhos e orelhas, sob as axilas e na coxa e rachaduras anais provavelmente são eczema”, alerta. “Muitos adultos que tiveram eczema quando crianças voltam a ter como adultos. No entanto, em condições de calor extremo, não é incomum ver uma recorrência de eczema adulto nessas áreas vulneráveis. O calor misturado com o aumento do suor, bem como com o atrito de roupas de banho húmidas e roupas íntimas suadas, podem desencadear uma crise de eczema em adultos que podem não ter tido crises durante vários anos”. A recomendação é um creme de hidrocortisona em baixas doses por ser a “maneira mais rápida de aliviar o problema”, conclui.

Texto: Bruno Seruca; Fotos: Shutterstock

Impala Instagram


RELACIONADOS