Cinco dicas para proteger a sua casa durante as férias

As férias de verão são um momento aguardado por muitos. Os merecidos dias de descanso, a pausa no trabalho e a quebra da rotina são práticas essenciais para o bem-estar.

Cinco dicas para proteger a sua casa durante as férias

Cinco dicas para proteger a sua casa durante as férias

As férias de verão são um momento aguardado por muitos. Os merecidos dias de descanso, a pausa no trabalho e a quebra da rotina são práticas essenciais para o bem-estar.

As férias de verão são um momento aguardado por muitos. Os merecidos dias de descanso, a pausa no trabalho e a quebra da rotina são práticas essenciais para o bem-estar.

Nesta época, muitas casas de habitação ficam vazias e desprotegidas, uma vez que por norma os refúgios de verão são distantes da morada habitual. No entanto, este momento de descanso e lazer pode ser invadido por uma onda de preocupações se não forem tomadas algumas precauções necessárias. Para que possa aproveitar ao máximo as suas férias sem preocupações, a Prosegur Alarms deixa-lhe cinco dicas para proteger a sua casa durante as férias:

Confira as cinco dicas

Trancar as portas e fechar as janelas: Este é um passo indispensável e muito fácil de colocar em prática, mas também um dos mais importantes. Antes de sair, seja de férias, seja por outra razão, é importante que tranque as portas e janelas, mesmo que estas se encontrem em andares mais altos.

Cuidado com o que partilha nas redes sociais: As redes sociais são uma ferramenta bastante utilizada pelos criminosos para a sondagem de potenciais alvos e a partilha de informação online pode originar conclusões ou suposições de que a sua casa pode estar vazia. Não se sabe a quem poderá chegar essa informação, por isso, o melhor é não partilhar os seus planos de viagem ou fotografias que comprovem que está longe de casa.

Não demonstre que a sua casa está desocupada: Quando estiver temporariamente fora de casa, é importante deixar uma luz, rádio ou televisão ligados para dar a ilusão de que a casa está ocupada. Se tiver telefone fixo, desligue o atendedor de chamadas, os telefonemas sucessivos sem resposta dão a indicação de que a casa está desocupada. Pode também combinar visitas periódicas com alguém de confiança como forma de garantir que a sua casa não fica completamente desocupada e sem vigilância. A caixa do correio também é um elemento importante neste campo: uma caixa de correio cheia pode dar a indicação de que não há ninguém em casa.

Avise a vizinhança: Por norma, quando as casas desocupadas sofrem assaltos ou acidentes, é frequente que seja a vizinhança a detetar os primeiros sinais. Manter os contactos atualizados junto dos seus vizinhos e avisá-los quando está fora, se forem pessoas da sua confiança, pode ajudar a agilizar a situação e deixá-lo mais tranquilo.

Instale um sistema de alarme: Existem muitas opções de alarmes atualmente. Por norma, os alarmes domésticos disponibilizados incluem detetores de movimento e de calor, câmaras exteriores e interiores, contactos magnéticos nas portas e janelas, chaves encriptadas e sirenes interligadas a uma Central de Segurança operacional durante 24h por dia, que avisará imediatamente as autoridades no caso de invasão ou acidente, o que pode ajudar a evitar despesas avultadas. Atualmente existem sistemas que podem ser controlados remotamente, através de um smartphone, para um maior conforto do utilizador. Colocar um sinal que informa que o local está protegido poderá também desencorajar os criminosos.

Impala Instagram


RELACIONADOS