Câmara de Almeirim inicia processo para certificar a Sopa da Pedra

A Câmara de Almeirim vai entregar na quarta-feira à secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, o caderno de encargos para a certificação da Sopa da Pedra para ser entregue depois na Direção Regional de Agricultura.

Câmara de Almeirim inicia processo para certificar a Sopa da Pedra

Câmara de Almeirim inicia processo para certificar a Sopa da Pedra

A Câmara de Almeirim vai entregar na quarta-feira à secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, o caderno de encargos para a certificação da Sopa da Pedra para ser entregue depois na Direção Regional de Agricultura.

A Câmara de Almeirim vai entregar na quarta-feira à secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, o caderno de encargos para a certificação da Sopa da Pedra para ser entregue depois na Direção Regional de Agricultura.

O presidente da Câmara Municipal de Almeirim (distrito de Santarém), Pedro Ribeiro, disse à Lusa que a entrega vai acontecer durante uma cerimónia realizada no salão nobre da Câmara, contando com a presença de várias entidades, entre elas a presidente da Região do Turismo, a Associação de Restaurantes e a secretária de Estado do Turismo.

O autarca afirmou que esta iniciativa “está inserida numa estratégia que a câmara tem vindo a desenvolver de certificação de vários produtos regionais” com o objetivo de impulsionar o turismo e promover cada vez mais os produtos locais.

“O objetivo é certificar o prato, que tem um conjunto de características únicas que têm a ver, por um lado, com aquilo que é a tradição de o fazer em Almeirim e, por outro lado, com um conjunto de ingredientes (desde os enchidos ao feijão) que têm de ser específicos sob pena de o resultado final não ser o da Sopa da Pedra”, salientou.

De acordo com o presidente, esta certificação vai garantir que quem visite Almeirim e tencione comer a Sopa da Pedra, o possa fazer com certezas de que é a verdadeira.

Além da Sopa da Pedra, Almeirim está também a desenvolver outro caderno de encargos para a certificação do melão e já certificou, em 2018, a “caralhota”, pequeno pão cozido em forno de lenha, ambos produtos do concelho.

Nesta cerimónia vai ainda ser assinado um protocolo com os restaurantes da zona, em conjunto com a Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo), que também se comprometem em ter na sua carta de vinhos, pelo menos, 50% de vinhos da região do Tejo.

LEIA MAIS

Não perca esta receita de Cachucho frito com aveia

Zara acaba de lançar um vestido que se pode usar de duas formas diferentes

 

Impala Instagram


RELACIONADOS