Burlas Online: reclamações contra lojas no Facebook e Instagram disparam 325%

Conheça os esquemas mais comuns de burlas online em lojas no Facebook e Instagram e fique a saber o que fazer para realizar compras com segurança.

Burlas Online: reclamações contra lojas no Facebook e Instagram disparam 325%

Burlas Online: reclamações contra lojas no Facebook e Instagram disparam 325%

Conheça os esquemas mais comuns de burlas online em lojas no Facebook e Instagram e fique a saber o que fazer para realizar compras com segurança.

Encomendas que não chegam, dificuldade de contacto com os vendedores e lojas que deixam mesmo de existir. Estes são os motivos das centenas de reclamações que estão a chegar ao Portal da Queixa referentes a compras efetuadas em lojas que surgem no Facebook e no Instagram. Segundo as denúncias dos consumidores, são esquemas de burlas online. Entre janeiro e março, o número de queixas disparou 325%, face a 2021.

Cinco erros que impedem o sucesso nas aplicações de encontros online
Especialista em relacionamentos revela aqueles que são os cinco erros que impedem que tenha sucesso nas aplicações de encontros online.

As reclamações recebidas na maior rede social de consumidores de Portugal não deixam dúvidas: há um problema com as lojas online do Facebook e do Instagram, que está a levar centenas de consumidores ao engano. Quem compra só percebe depois, quando o produto não chega e a loja deixa de estar visível, porque foi apagada ou porque o perfil do comprador foi bloqueado. No primeiro trimestre deste ano, o Portal da Queixa identificou um aumento de 325% do número de reclamações relacionadas com compras online em lojas existentes no Facebook e no Instagram, em comparação com o período homólogo (1 de janeiro e 30 de março de 2021).

“A facilidade com que se cria uma loja online, nestas plataformas, leva a que pessoas mal intencionadas encontrem aqui uma forma fácil e rápida de enganar os consumidores”

Segundo alerta o Portal da Queixa, esta é uma forma fácil e rápida de burlar os consumidores: “A facilidade com que se cria uma loja online, nestas plataformas, leva a que pessoas mal intencionadas encontrem aqui uma forma fácil e rápida de enganar os consumidores, sobretudo os menos informados, que são um alvo mais fácil de cair neste esquema.”

Uma das consumidoras lesadas, Maria Fernandes, diz ter sido vítima de burla através de uma compra feita no Instagram, onde revela ter feito a encomenda, procedido ao pagamento de uma quantia de 190 euros e, após esse procedimento bem sucedido, nunca mais conseguiu aceder à loja online. O caso repete-se com Verónica Martim. Na reclamação registada, a consumidora conta ter pago uma encomenda que nunca chegou e refere que a loja foi apagada da rede social Instagram.

Situações semelhantes também acontecem na rede social Facebook. Das falhas de entrega da encomenda até à burla consumada, são muitos os que denunciam diariamente casos de lojas online que não dão resposta sobre a encomenda liquidada ou acabam por encerrar. “Fiz um pedido, paguei e depois desaparecem com o dinheiro e com a máquina. Cuidado.”, alerta Sara Pires na sua reclamação.

Comprar no Facebook e no Instagram é seguro?

Com o boom do e-commerce, as lojas online associadas ao Facebook e ao Instagram ganharam especial relevância. Para a maior rede social de consumidores de Portugal, comprar online sim, mas é importante ter atenção ao que se compra nestas plataformas e é preciso antecipar situações e prever riscos. Em caso de dúvida ou de burla, é igualmente importante denunciar sempre em plataformas como o Portal da Queixa.

4 cuidados antes de comprar nas redes sociais Facebook e Instagram

Pesquisar antes de comprar
Pesquisar o mais possível sobre a marca, sobre experiências de outros consumidores e qual é a performance da marca segundo os mesmos. O Portal da Queixa disponibiliza esta informação útil e atualizada na sua plataforma.

Dar preferência ao Instagram Shop
O Instagram Shop é direcionado a contas comerciais e permite colocar o preço e link direto à loja na própria publicação. O processo de validação do Instagram Shop de uma marca está sujeito a vários critérios rigorosos, entre eles a vinculação a um site credível e seguro, algo que traz alguma segurança ao consumidor.

Desconfiar de produtos baratos
Podem nunca chegar, podem não corresponder à realidade, podem ser falsos ou contrafação.

Muita pressão por parte do vendedor? Não comprar!
Se existir pressão por parte do vendedor em realizares a compra pode significar burla. Nenhuma loja online credível e segura pressiona os seus clientes a comprar algo. Como nas lojas físicas, o consumidor só compra se assim o entender.

Impala Instagram


RELACIONADOS