Saiba por que razão deve acrescentar espargos à sua alimentação

Mal sabe a maioria que os benefícios que trazem para o organismo são motivo mais do que suficiente para acrescentá-los à nossa dieta.

Saiba por que razão deve acrescentar espargos à sua alimentação

Saiba por que razão deve acrescentar espargos à sua alimentação

Mal sabe a maioria que os benefícios que trazem para o organismo são motivo mais do que suficiente para acrescentá-los à nossa dieta.

Os espargos não são propriamente os vegetais mais atraentes e apetecíveis do planeta. Causam até alguma divisão extrema, entre aqueles que os odeiam e os que adoram. Mal sabe a maioria que os benefícios que trazem para o organismo são motivo mais do que suficiente para acrescentá-los à nossa dieta. Isso deve-se à sua excelente composição nutricional. São ricos em Vitamina C, K e B9, antioxidantes, fibras que ajudam à digestão e ainda minerais essenciais como cálcio, magnésio e também ferro. E o que acrescentam todos estes nutrientes ao nosso organismo? Bem, na verdade, muito.

Motivos para acrescentar espargos na dieta:

Fazem bem ao coração. As fibras presentes nos espargos ajudam a reduzir o chamado por colesterol mau que, redução essa que vai melhor consideravelmente a saúde do seu coração. São também ricos em potássio, um mineral essencial para controlar a pressão arterial.

Ossos mais fortes. São vegetais ricos em cálcio e isso por si só já seria suficiente para perceber que são importantes para a sua saúde óssea, mas além disso são também compostos por Vitamina K, que é igualmente importante na formação óssea.

Menos açúcar no sangue. Deixando o foco novamente nas fibras, estas ajudam a desacelerar a digestão dos alimentos, o que por sua vez faz com que a absorção de açúcar seja mais lenta. Desta forma estará a evitar picos de açúcar no sangue.

Arma contra as doenças crónicas. Aqui entram os níveis de antioxidantes nos espargos, que são altos e ajudam a combater os radicais livres, que são moléculas instáveis que podem causar danos no organismo ao danificar as células. Em excesso, os radicais livres podem levar a diagnósticos como doenças cardíacas, renais, cancro e também distúrbios pulmonares.

Bom funcionamento do intestino. Mais uma vez nas fibras, nos espargos são, na sua maioria, insolúveis. Isto é, são do tipo que não se dissolve na água. Ora, isto faz com que seja acrescentado volume às fezes, ajudando os movimentos intestinais a passar mais facilmente e com mais frequência.

Impala Instagram


RELACIONADOS