Estas são as 8 melhores cidades para estar em teletrabalho

O teletrabalho parece ter vindo para ficar e permitiu alargar horizontes a muitos trabalhadores.

Estas são as 8 melhores cidades para estar em teletrabalho

Estas são as 8 melhores cidades para estar em teletrabalho

O teletrabalho parece ter vindo para ficar e permitiu alargar horizontes a muitos trabalhadores.

Cada vez mais trabalhadores apreciam a flexibilidade do teletrabalho e muitos aproveitam a oportunidade para explorar novas partes do mundo. Os governos notam o interesse dos viajantes em trabalhar remotamente de outros países, e muitos implementaram um visto especial para os nómadas digitais. Espanha e Portugal juntaram-se à lista de 42 países que já possuem vistos especiais para trabalhadores remotos.

Com tempo ensolarado, comida deliciosa, paisagens surpreendentes e uma cultura rica, não é surpreendente que houvesse uma grande procura de um visto Nómada Digital tanto para Espanha como para Portugal. Quem não quer passar um par de meses a descobrir estes fantásticos países sem ter de usar todas as férias? A única decisão que precisa de tomar é para onde ir! A Holidu, o portal de reservas para casas de férias, decidiu trazer-lhe as melhores cidades da Península Ibérica para os nómadas digitais! Estas cidades estão no topo do Índice Workation, que classifica as cidades de acordo com vários factores importantes para os nómadas digitais.

Há 3 cidades portuguesas na lista

1. Lisboa, Portugal

Lisboa não é apenas a melhor cidade da península para nómadas digitais, mas ocupa também o primeiro lugar na classificação europeia! Embora a capital de Portugal não tenha ficado entre os 10 primeiros em nenhuma das categorias individuais, o seu total de pontos relativamente alto em toda a classificação conquistou a primeira posição.

E este primeiro lugar é bem merecido: casa do delicioso pastel de nata, excelente vinho, e zumbido de energia enquanto os sons do fado enchem as ruas. A cidade também oferece aos trabalhadores remotos um fácil acesso a uma série de praias, perfeitas para um mergulho de manhã cedo ou ao fim da tarde, com táxis que custam apenas o equivalente a €0,37 por km.

2. Barcelona, Espanha

A segunda maior cidade de Espanha ocupa o segundo lugar do ranking ibérico e europeu! A arquitetura única da cidade, de pintores como Gaudi, ganhou-lhe uma posição no top 10 de cidades “Instagramáveis” com mais de 62 milhões de fotos publicadas com #Barcelona. Os edifícios impressionantes de Gaudi, tais como a Sagrada Família e Park Guell, merecem realmente ser vistos, juntamente com muitos outros monumentos.

A cidade teve, ainda, o segundo maior número de espaços de co-trabalho na Europa depois de Londres, com 136 espaços de co-trabalho dedicados. A velocidade da Internet em Barcelona é também impressionante considerando a sua população de mais de 5 milhões, com a cidade a oferecer aos trabalhadores à distância uma média de 37 Mbps.

3. Madrid, Espanha

Com uma reputação de atrair expatriados de todo o mundo, não é surpreendente que Madrid seja um paraíso digital nómada. Madrid é um deleite para qualquer pessoa que ame a cultura, com muitos museus de classe mundial, como o Prado, entre as quase 2000 “coisas” mais importantes a fazer. E com 2.769 horas de sol por ano, a cidade é um grande destino para qualquer pessoa que procure fugir dos céus cinzentos.

Faça o seu trabalho num dos 125 espaços de coworking da cidade, e desfrute de convívio durante o almoço ou happy hour enquanto desfruta de umas deliciosas tapas. Durante os fins-de-semana pode aproveitar a localização de Madrid e apanhar um comboio para uma viagem de um dia ou de fim-de-semana às cidades vizinhas de Toledo e Segóvia.

Para ler depois
As melhores cidades do mundo para viajar de acordo com a sua geração
Desde os Baby Boomers amantes da natureza, à Geração X amante de comida, à Geração Z à procura de adrenalina, saiba quais os destinos mais adequados a cada geração. (… continue a ler aqui)

4. Porto, Portugal

Uma das mais importantes e belas cidades de Portugal é também um destino surpreendente para os nómadas digitais. O Porto é famoso pela sua arquitectura e, claro, pelo seu mundialmente famoso vinho do Porto. A cidade é bastante barata quando comparada com outras cidades europeias, e oferece excelentes opções de restaurantes para veganos e vegetarianos. Com o preço médio de uma refeição a €5,54, não poderá resistir a experimentar todos os deliciosos pratos locais da cidade.

A cidade é especialmente atraente para os nómadas digitais devido às muitas “coisas” para fazer e ver: pode explorar a cidade a pé ou de táxi, e descobrir edifícios deslumbrantes, jardins escondidos e vistas incríveis da cidade. Tire algum tempo depois do trabalho para desfrutar de uma bebida com vista para o rio Douro e mergulhar na atmosfera desta cidade vibrante.

5. Valência, Espanha

De seguida na lista é Valência. Esta cidade na Costa Blanca tem um clima agradável e moderado com temperaturas quentes durante todo o ano, o que a torna uma óptima base para qualquer nómada digital que queira passar algum tempo a viver em Espanha. A cidade é o berço da paelha e o lar das Fallas, uma das celebrações mais vibrantes do país que se realiza todos os meses de março.

Os nómadas digitais podem, facilmente, trabalhar a partir de qualquer lugar em Valência, seja de um espaço de coworking, do seu apartamento alugado ou de um café na praia. Por falar em praias, quase todas as praias da Costa Blanca foram premiadas com uma Bandeira Azul para assinalar a sua excelente qualidade e limpeza, e são fáceis de alcançar a partir de Valência por transportes públicos ou mesmo por táxi, a apenas €0,79 por km.

Cidade portuguesa fecha top-8

6. Málaga, Espanha

Também chamada “Barcelona do Sul”, Málaga oferece todas as regalias de uma grande cidade com um toque de cidade pequena. A cidade é um paraíso para todos os amantes do sol com uma média impressionante de 3.364,87 horas de sol por ano: tempo perfeito para tirar partido das suas incríveis praias urbanas. Acrescente a esta comida barata mas deliciosa, belos monumentos e museus acessíveis, com muito para explorar e descobrir durante a sua estadia.

Como centro expat, Málaga é um grande destino digital nómada, se procura fazer amizades. Desfrute de muitos encontros e intercâmbios linguísticos, acompanhados de uma bebida, depois do trabalho e estabelecer uma rede com outros nómadas digitais! Málaga está também perfeitamente localizada se quiser explorar o sul de Espanha, com excelentes ligações ferroviárias a cidades como Córdoba e Granada.

Para ler depois
As tendências de viagem dos portugueses para 2023
À medida que nos aproximamos do final do ano, os portugueses já estão a fazer planos de viagem para 2023. (… continue a ler aqui)

7. Sevilha, Espanha

Sevilha é uma cidade surpreendente para nómadas digitais que gostariam de poupar dinheiro enquanto vivem no estrangeiro. Esta cidade é a mais barata de Espanha em termos de alojamento (uma média de €522,07/mês para um apartamento de um quarto) e comida (€7,12 em média para uma refeição e €1,13 para um café). Das muitas coisas para fazer na cidade, muitos museus e outras actividades são gratuitos, e há muitos espaços ao ar livre deslumbrantes onde se pode passar o tempo se quiser apanhar um pouco de sol.

Desde o palácio Mouro de Alcazar até ao bairro artístico de Triana, há muitos lugares para explorar, uma vez que se desligue para o dia. E enquanto Sevilha é uma cidade sem litoral, é muito fácil chegar às famosas praias de Cádis e Tarifa. Apenas uma hora de autocarro e está em algumas das melhores praias de Espanha para a prática do surf.

8. Faro, Portugal

Sendo a capital da famosa região do Algarve, Faro é uma excelente escolha para os nómadas digitais que adoram relaxar na praia depois de um dia de trabalho árduo. Há muitas praias e dunas arenosas à espera de serem descobertas, todas elas extremamente belas e “Instagramáveis”. Graças às 3.036 horas de sol por ano, poderá visitar todas e cada uma delas.

Graças à rápida ligação à Internet que a cidade de Faro oferece, com uma média de 70 Mbps, os nómadas digitais não terão de se preocupar, de todo, com problemas de conectividade. Além disso, Faro é também uma cidade muito barata para alojamento (€474.08 por mês em média para um apartamento de um quarto), o que lhe poupará muito dinheiro para gastar em visitas turísticas e provar o delicioso marisco pelo qual Faro é conhecido.

Foto: Shutterstock (Valência)

Impala Instagram


RELACIONADOS