1. HOME >
  2. LIFESTYLE
7 formas de manter a casa quente sem gastar muito dinheiro

7 formas de manter a casa quente sem gastar muito dinheiro

Prepare-se, nos próximos dias o frio não vai dar tréguas. Antes de ter o instinto de ligar o aquecedor no máximo, experimente fazer estes sete truques para manter a sua casa quente sem gastar rios de dinheiro

Geralmente, os meses mais frios do ano são equivalentes aos meses em que se gasta mais dinheiro em electricidade ou gás. Ar condicionado, aquecedor e cobertor eléctrico são alguns dos responsáveis pelas contas de arrepiar.

LEIA MAIS: Previsão do tempo para sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Apesar de nem sempre ser possível dispensar um aquecedor, existem formas de aquecermos a casa sem gastar muito dinheiro. Eis os sete truques para não deixar o frio entrar:

1- Conservar calor em cada divisão

Deixe as portas de cada divisão sempre fechadas. A ideia é conseguir conservar o calor numa sala. Com as portas abertas acaba por haver uma maior descompensação de temperatura na habitação. A cozinha como tem as suas próprias fontes de energia aquece exponencialmente mais rápido de portas fechadas que as outras divisões.

2 – Areje a casa quando as temperaturas estão mais altas

Arejar a casa é um cuidado diário indispensável para o bom funcionamento do lar. No entanto, é nesta altura que o frio entra sem constrangimentos. Deve-se arejar uma casa entre cinco a 10 minutos por dia. No entanto, para se conseguir ter a casa o mais quente possível, só se deve renovar o ar nos períodos do dia em que as temperaturas estão mais altas, o que corresponde sensivelmente à hora do almoço.

3 – Estores sempre fechados

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os estores e as persianas devem estar sempre fechados. As janelas são responsáveis por 25 a 30% da perda de calor numa casa.

4 – Decoração pode ser um aliado do aquecimento

É verdade, a forma como decora a sua casa pode contribuir ou não para o aquecimento de uma divisão. Tendo em conta que grande parte do calor perde-se pelas parede, especialmente as que dão para o exterior, móveis, quadros, estantes ou cortinas podem servir como um obstáculo à fuga de calor ou à entrada de frio. Basicamente, a decoração pode servir como uma espécie de isolador térmico.

5 – Saber gerir o termostato

Por cada grau que aumenta no termostato há um custo a mais de cerca de 7% no consumo de energia. Tente manter o termostato entre os 19 e os 21 graus. Se não consegue desligar o aparelho durante a noite, deixe-o entre os 15 e os 17 graus. Estas temperaturas são suficientes para não ter frio e não ter um susto com as contas.

6 – Vedar as janelas com silicone ou fita isoladora

As fendas nas janelas são responsáveis por um quarto de perda de calor numa casa. Uma boa forma de evitar esta situação é comprar uma pistola de silicone ou fita isoladora e vedar as fendas nas janelas. Reforce estas medidas todos os anos.

8 – Ligar e desligar o aquecimento não gasta mais

Muitas pessoas decidem manter o aquecimento sempre ligado pois acreditam que ligar e desligar o aparelho gasta mais. Isto não é verdade, muito pelo contrário. Gasta-se muito mais dinheiro e polui-se muito mais, para além de um aquecimento sempre ligado não ser bom para saúde.

VEJA AINDA: Mulheres são mais friorentas do que os homens e há uma explicação

Texto: Redação WIN – Conteúdos Digitais

 

 

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

7 formas de manter a casa quente sem gastar muito dinheiro

Prepare-se, nos próximos dias o frio não vai dar tréguas. Antes de ter o instinto de ligar o aquecedor no máximo, experimente fazer estes sete truques para manter a sua casa quente sem gastar rios de dinheiro