Sérgio Rossi teve acompanhamento psiquiátrico após a separação

Sérgio confrontou a Ana Vieites e nessa mesma noite, expulsou-a de casa.

Sérgio Rossi teve acompanhamento psiquiátrico após a separação

Sérgio confrontou a Ana Vieites e nessa mesma noite, expulsou-a de casa.

Foi em junho de 2019 que o romance do músico Sérgio Rossi com Ana Vieites chegou ao fim. Foram oito anos que terminaram com violência, como avançou a TV7, em exclusivo, à data.

A 13 de junho, o cantor descobriu a traição ao ter acesso a e-mails e telefonemas trocados entre a sua namorada e um outro homem. Sérgio confrontou a Ana Vieites e nessa mesma noite, expulsou-a de casa.

Em entrevista a Júlia Pinheiro, o sobrinho de Ágata revelou ter sido uma “situação complicada” pois vivia uma fase de “muito trabalho”. “Não previa que aquilo acontecesse ao fim de oito anos de relacionamento que eu considerava sólido. Pensava que era uma pessoa equilibrada, com os pés assentes na terra, mas a vida é mesmo assim”, disse ainda.

Aquando da separação, Rossi estava a meio de uma longa e exigente digressão (só em agosto teve 25 concertos), e não conseguia parar de chorar, nem em palco.  “Foi duro porque eu andava a trabalhar muito. Tive que andar na psiquiatra, tive que fazer consultas de psicólogo para me equilibrar para tentar conseguir dormir”, revelou ainda no programa da SIC.

LEIA MAIS A reacção da SIC à saída de Cláudio Ramos

Texto: Marta Amorim | Fotos; DR

Impala Instagram


RELACIONADOS