Rita Frazão retrata abandono e violência para empoderar jovens da Fundação O Século

A atriz e encenadora Rita Frazão criou projecto cultural com histórias baseadas em fatos verídicos da vida de crianças da Fundação O Século. A peça estreia na fundação no próximo dia 29 de junho.

Rita Frazão retrata abandono e violência para empoderar jovens da Fundação O Século

A atriz e encenadora Rita Frazão criou projecto cultural com histórias baseadas em fatos verídicos da vida de crianças da Fundação O Século. A peça estreia na fundação no próximo dia 29 de junho.

A atriz e encenadora Rita Frazão lançou um desafio à Fundação O Século. E o resultado? Uma peça de teatro que retrata histórias de amor mal resolvidas, que tem como base elementos autobiográficos das jovens da fundação. O espetáculo, que conta com a participação das raparigas da associação, está marcado para dia 29 de junho, no auditório da Fundação O Século.

Sem preconceitos, a peça «O meu Coração não é para Cobardes» aborda temas como o abandono, violência, abusos mas também a coragem, força e determinação.

Com este projeto, Rita Frazão teve como objetivo utilizar a arte como uma forma de empoderar as jovens da fundação.

A peça também conta com a colaboração do ator Carlos Alves. O espectáculo ainda terá mais duas peças associadas, dividas em mais dois atos. Depois de «O meu Coração não é para Cobardes» , Rita Frazão irá protagonizar um monólogo com encenação de Eduardo Coutinho. Por fim, num terceiro que apesar de ser surpresa promete a participação de vários atores e atrizes nacionais e internacionais.

A entrada é livre e a contribuição é livre. Contudo, é necessário reservar lugar. Para mais informações clique AQUI.

Impala Instagram


RELACIONADOS