Juan Carlos envolvido em novo escândalo financeiro

O nome do rei emérito Juan Carlos volta a ser «manchado» por mais um escândalo financeiro.

Juan Carlos envolvido em novo escândalo financeiro

Juan Carlos envolvido em novo escândalo financeiro

O nome do rei emérito Juan Carlos volta a ser «manchado» por mais um escândalo financeiro.

Juan Carlos está envolvido em nova polémica. Depois de todo o escândalo em torno da amante Corinna, que envolvia uma transferência milionária, o nome do rei emérito está a ser associado a um novo caso de transações monetárias suspeitas.

Este fim-de-semana, o jornal El País deu conta de que Arturu Fasana, o gestor financeiro do pai do rei Felipe VI, criou, em 2010, uma conta na Suiça em nome do então rei de Espanha com mais de 1,7 milhões de euros – valor que Juan Carlos teria recebido semanas antes do rei do Bahrein, Hamad bin Isa al Khalifa, durante uma visita que fez ao Médio Oriente para marcar presença no Grande Prémio de Fórmula 1.

Esta notícia não tardou a repercutir-se pela imprensa mundial, uma vez que não é a primeira vez que o marido da rainha emérita Sofia está associado a escândalos associados a transferências monetárias.

O jornal alemão Bunte acabou por ir mais além e acusando Juan Carlos de «prejudicar» a Casa Real espanhola, isto porque o rei Felipe VI e a princesa Leonor estão, consequentemente e sem intenção, a beneficiar de finanças de contas bancárias suspeitas.

Juan Carlos em apuros por causa de Corinna

O cerco em torno das finanças obscuras de Juan Carlos está a apertar-se, nomeadamente ao dinheiro, 65 milhões de euros, que doou à amante Corinna Larsen.

As autoridades espanholas e suíças estão a investigar o rei emérito de Espanha. A Fiscalía Anticorrupção espanhola enviou para a Suíça uma comissão para investigar a polémica doação de 65 milhões de euros que Juan Carlos deu à mulher que terá sido sua amante, Corinna Larsen, e ao filho desta, Alexander.  Esta investigação surge em consequência de outra polémica: a adjudicação a um consórcio de empresas espanholas de uma linha de comboio de alta-velocidade na Arábia Saudita. Em 2008, o rei Abdallah da Arábia Saudita terá, alegadamente, doado 100 milhões de dólares [89 milhões de euros] a Juan Carlos, quando este ainda era rei de Espanha, em compensação pelo acordo bilateral.

Terá sido uma parte desse dinheiro que depois o marido da rainha emérita Sofia terá doado à amante Corinna, em 2012. Esta doação terá acontecido depois do escândalo que os dois protagonizaram e que abalou Espanha.

Texto: Mafalda Mourão e Ricardina Batista; Fotos: Reuters

 

Impala Instagram


RELACIONADOS