Isabel II surge de máscara no Dia do Armísticio

Depois de ter sido criticada por não cumprir as medidas de segurança, a rainha Isabel II comandou as cerimónias do Dia do Armistício e, desta vez, usou máscara.

Isabel II surge de máscara no Dia do Armísticio

Isabel II surge de máscara no Dia do Armísticio

Depois de ter sido criticada por não cumprir as medidas de segurança, a rainha Isabel II comandou as cerimónias do Dia do Armistício e, desta vez, usou máscara.

A rainha Isabel II comandou as cerimónias do Dia do Armistício, que decorreram no Cenotáfio de Londres este domingo, 8 de novembro, e, desta vez, surgiu de máscara.

Depois de, no último evento público ter sido duramente criticada por na usar as devidas proteções em tempos de pandemia, a monarca visitou o túmulo do soldado desconhecido, na Abadia de Westminster, e apareceu de máscara no rosto.

Recorde-se que, em outubro, a monarca inaugurou o Centro de Análises Energéticas, no Defence Science and Technology Laboratory, em Salisbury, e apareceu sem máscara. Na altura, as regras de segurança do Palácio foram questionadas e a postura descontraída da rainha, de 94 anos, foi muito criticada.

Desta vez, a mãe do príncipe Carlos permaneceu de máscara no rosto durante as celebrações do “Remembrance Day” e só a retirou para discursar no varandim e para prestar os dois minutos de silêncio em homenagem às vítimas da Primeira Guerra Mundial.

Também Camilla e Kate Middleton permaneceram no varandim, a dois metros de distância uma da outra, e num espaço diferente da rainha Isabel II, que ficou isolada. O príncipe Carlos e o príncipe William prestaram as suas homenagens no solo, no meio dos militares que se dispuseram no paço em frente ao varandim onde se encontrava a rainha Isabel II.

Veja a notícia completa aqui

Notícia www.vip.pt

Impala Instagram


RELACIONADOS