Pedro Crispim: “É sempre positivo poder ser eu a 100%”

Pedro Crispim visita Londres, cidade “onde não se sentem travões”, para ação com estrelas internacionais

Pedro Crispim: “É sempre positivo poder ser eu a 100%”

Pedro Crispim visita Londres, cidade “onde não se sentem travões”, para ação com estrelas internacionais

É com orgulho que Pedro Crispim realça o facto de ter sido o único representante português, entre diversas estrelas internacionais, presente no lançamento da primeira coleção de smartwatch da Montblanc, que decorreu em Londres. “Estar ligado a uma marca de luxo como a Montblanc é um orgulho”, começa por dizer. “Ser considerado, por uma marca de referência e prestígio, um influencer numa campanha a nível global é o retorno de um trabalho que faço há já algum tempo nas redes sociais e plataformas digitais”, prossegue.

“Por isso para mim é bom esse reconhecimento, e claro que o facto de estar ao lado de nomes fortes como a Poppy entre outros é para mim um sinal de que estou no caminho certo”, conta, fazendo alusão a Poppy Delevingne, irmã de Cara Delevingne.

Tudo isto tem um impacto ainda maior quando numa cidade que Pedro Crispim adora. “Londres é uma cidade viva, onde não se sentem travões no estar, no ser, no vestir, ao contrário de Portugal onde temos ainda que pensar duas vezes antes de vestir algumas peças, a cidade inglesa permite-nos ser criativos sem espartilhos ou travões, e eu que adoro divertir-me com a minha imagem e que entendo a moda como uma forma de comunicação, é sempre positivo poder ser eu a 100%”, destaca. “Estas viagens mesmo que profissionais são sempre uma lufada de ar fresco”, refere.

Por fim, o styler conta ainda o que fez em Londres além de participar na ação da Montblanc. “Aproveitei para passear e para fazer umas compras”. “Adoro as feiras vintage, as galerias, adoro a diversidade de estilos e as tribos urbanas que se movem naquela cidade, para mim que trabalho com styling e vitrinismo, e como formador, o simples passeio nas lojas, o ver montras torna-se um elemento de pesquisa, de inspiração”, diz. “Daí levar sempre máquina fotográfica para registar tudo, desde looks de street style ate as montras com as instalações mais fantásticas. Basicamente estou em constante trabalho de pesquisa”, conclui.

Texto: Bruno Seruca; Fotos: Jeff Spicer e DR

Impala Instagram


RELACIONADOS