Troféus Impala de Televisão 2019: Simone de Oliveira recebe Prémio Carreira e Prestígio

Simone de Oliveira recebeu a mais aguardada distinição da noite. A artista de 81 anos emocionou-se ao receber o galardão das mãos de Jacques Rodrigues, presidente do grupo Impala.

Troféus Impala de Televisão 2019: Simone de Oliveira recebe Prémio Carreira e Prestígio

Simone de Oliveira recebeu a mais aguardada distinição da noite. A artista de 81 anos emocionou-se ao receber o galardão das mãos de Jacques Rodrigues, presidente do grupo Impala.

Simone de Oliveira celebrou em março 60 anos de carreira e, aos 81, é um dos nomes mais sonantes do nosso país nas mais diversas áreas artísticas. Da Música ao Teatro, do Cinema à Televisão, o nome de Simone está gravado na cultura portuguesa e, por isso, foi homenageada na gala deste ano dos Troféus Impala de Televisão.

Jacques Rodrigues, presidente do grupo Impala, entregou o troféu a Simone de Oliveira. «Quando me questionei sobre o que devia dizer da personalidade a quem, nos próximos minutos, irei com muito orgulho entregar o Prémio Carreira e Prestígio, senti dificuldade devido à grandeza da pessoa», começou por dizer Jacques Rodrigues.

«O que poderia dizer que não tivesse sido já afirmado? Para melhor me identificar, consulto o arquivo da Impala, existente há 43 anos. Levaria o resto da noite para enaltecer a carreira desta grande senhora da canção, teatro e televisão. Na revista Nova Gente n.º 25 de 9 de Março de 1977,  leio uma entrevista com afirmações que ainda hoje conduzem a sua vida e das quais destaco uma: ‘Vivo com muito amor toda a minha vida!’», continuou o presidente do grupo Impala.

Plateia do São Jorge aplaude de pé Simone de Oliveira

Recuperada de uma cirurgia realizada em janeiro deste ano, Simone de Oliveira não conteve as emoções ao receber o galardão. «Não me façam chorar», pediu, emocionada. «Muito obrigada a todos!» A musa da música portuguesa que, na década de 1960, representou as cores portuguesas na Eurovisão, com o calor de Sol de Inverno e o atrevimento da Desfolhada Portuguesa, enalteceu o seu orgulho em falar (e cantar) a língua de Camões.

«Quero agradecer à Impala, quero relembrar que todos unidos chegaremos lá. Se continuarmos assim, o país será mais justo e melhor. Tenho trabalhado muito com a geração mais nova, espero que a geração mais nova consiga aguentar estes 62 anos que me permitiram trabalhar. Só não trabalhei com o Vasco Santana. De resto, trabalhei com todos. Uma grande salva de palmas, para todos e para os esquecidos. Não vou fazer mais 62 anos de carreira mas vou fazer mais 10 até aos 90! Muito obrigada, país. Muito obrigada, Portugal!», rematou. 

Texto: Redação WIN – Conteúdos Digitais | Fotografias: Ivo Rainho Pereira, José Manuel Marques, Liliana Silva, Marco Fonseca, Nuno Moreira, Paula Alveno, Tito Calado, Zito Colaço

 

Impala Instagram


RELACIONADOS