Tragédia no Funchal: Pai morre com o filho bebé ao colo

Diogo Camacho morreu com o filho nos braços. Esta é a história dramática do pai e do bebé que morreram esmagados na Romaria da Senhora do Monte, no Funchal.

Tragédia no Funchal: Pai morre com o filho bebé ao colo

Diogo Camacho morreu com o filho nos braços. Esta é a história dramática do pai e do bebé que morreram esmagados na Romaria da Senhora do Monte, no Funchal.

Diogo Camacho e o filho, Gustavo, de 15 meses, são duas das 13 vítimas da tragédia da Romaria da Senhora do Monte, na Madeira. Este pai estava com o filho ao colo quando caiu a árvore de grande porte, esmagando as vítimas. A mãe terá ficado ferida, mas não corre perigo.

 

No Facebook, podem ler-se inúmeras mensagens de condolências para esta família.

 

Diogo Camacho estava ligado ao mundo da competição automóvel.

As vítimas mortais já foram todas identificadas (oito são do sexo feminino e cinco do sexo masculino). Entre os mortos há dois estrangeiros: uma francesa e uma húngara. Os restantes são madeirenses. Há 52 feridos, 16 ainda continuam internados.

 

Foram decretados três dias de luto nacional.

 

O carvalho caiu no Largo da Fonte, na freguesia do Monte, enquanto acontecia a festa anual [a maior da Madeira] e centenas de pessoas aguardavam pela procissão.

O Presidente da República, Marcelo rebelo de Sousa, interrompeu as férias para viajar até à ilha e testemunhar a dor dos madeirenses.

Fotos: D.R.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS