Teresa Guilherme recorda o grande amor da sua vida: “O meu mundo caiu”

Teresa Guilherme é uma mulher dedicada à carreira, mas diz que “o amor é essencial na vida”. Mulher de paixões, a apresentadora do “Big Brother” revela que não esquece um homem com quem viveu e que a deixou de rastos quando a relação terminou.

Teresa Guilherme recorda o grande amor da sua vida:

Teresa Guilherme recorda o grande amor da sua vida: “O meu mundo caiu”

Teresa Guilherme é uma mulher dedicada à carreira, mas diz que “o amor é essencial na vida”. Mulher de paixões, a apresentadora do “Big Brother” revela que não esquece um homem com quem viveu e que a deixou de rastos quando a relação terminou.

Há muitos anos que Teresa Guilherme não assume publicamente um namoro, mas isso não quer dizer que a apresentadora do “Big Brother – A Revolução“, da TVI, não se apaixone. Discreta no que diz respeito aos assuntos do coração, a comunicadora, de 65 anos, diz que a sua vida sempre girou “à volta do trabalho” e que, talvez por isso – e por ter tido sempre “consciência de que não tinha tempo para mais nada” -, “não tenha tido uma família”.

LEIA DEPOIS
Inês Simões levada de urgência para o hospital devido à covid-19

“Poderia ter tido mais tempo para mim, mas viajei pelo mundo inteiro. (…) Casei-me, mas já tarde”, começa por lembrar Teresa, referindo-se a Raúl Durão, com quem manteve uma relação de dez anos. O jornalista morreu em 2007 e, seis anos depois, a apresentadora escrevia no seu blogue que tinha sido ele o seu “primeiro grande amor“. “O primeiro homem que amei e com quem vivi era, aos meus olhos, o mais bonito, o mais divertido, o mais maravilhoso do mundo. (…) Fomos felizes, não para sempre, mas durante dez apaixonados anos”, recordava.

«Foi o amor da minha vida e somos amigos até hoje», confessa Teresa Guilherme

O primeiro, mas não o único. “Tive vários namorados, vivi com algumas pessoas”, conta, frisando que viveu “o amor dos 20, dos 30, dos 40 e dos 50 anos” e dizendo acreditar que “o amor incondicional existe em qualquer idade”. “Agora, aquele amor louco e desvairado existe aos 20 anos. Depois, tornamo-nos mais racionais”, ressalva.

Entre eles, há um que Teresa Guilherme não esquece. “Sei qual foi o amor da minha vida e somos amigos até hoje. Agora já não me bate o coração quando vou ter com ele, mas na altura, quando aquele homem saiu da minha vida, o meu mundo caiu”, termina.

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: Reprodução Instagram

LEIA AGORA
Maria Botelho Moniz mais magra revela o que tem feito: “Está a valer a pena”

Impala Instagram


RELACIONADOS