Sílvia Rizzo relata situação angustiante. Filho caído no chão e filha desmaiada

Sílvia Rizzo recordou o dia de angústia que viveu com os filhos. Foi “um susto terrível”, vincou a atriz, recentemente, ao recordar a história, na rubrica “Cara Podre”, da RFM, em conversa com Daniel Fontoura e Rodrigo Gomes.

Sílvia Rizzo relata situação angustiante. Filho caído no chão e filha desmaiada

Sílvia Rizzo relata situação angustiante. Filho caído no chão e filha desmaiada

Sílvia Rizzo recordou o dia de angústia que viveu com os filhos. Foi “um susto terrível”, vincou a atriz, recentemente, ao recordar a história, na rubrica “Cara Podre”, da RFM, em conversa com Daniel Fontoura e Rodrigo Gomes.

Sílvia Rizzo não ganhou para o susto com os filhos quando, há alguns anos, os dois se sentiram mal à sua frente. Foi mesmo “um susto terrível”, vincou a atriz, recentemente, ao recordar a história, na rubrica “Cara Podre”, da RFM, em conversa com Daniel Fontoura e Rodrigo Gomes.

A história é longa e a artista contou-a pormenorizadamente. “O meu filho chegou a casa de madrugada com uma daquelas bebedeiras…”, começou por relatar, referindo que, ao mesmo tempo, tinha a sua filha a ligar-lhe, “no outro lado da casa”. “Ela quase nem conseguia falar. Fiquei assustada.”

“Vou a correr, passo na casa de banho e está o António estatelado no chão, de barriga para baixo, com um pé em cima da sanita… Todo torcido, todo nu, só de boxers… Fiquei em pânico. Pensei: ‘O que aconteceu? Aconteceu o pior’. ‘Paniquei’ completamente”, prosseguiu Sílvia Rizzo.

Depois de ter confirmado que estava “tudo bem” com o filho, “a filha começou a chamar” pela mãe. “Mas eu quase não a ouvia. Estava ela no quarto: ‘Eu vou desmaiar, mãe’. ‘Desmaiar? Como assim? Não pode ser… Calma!'”, disse-lhe. Marta “estava mesmo a sentir-se mal” e começou “a ficar muito branca, quase cinzenta, fria e com suores”. Conclusão: a jovem “desmaiou” à frente da mãe.

“Fiquei com os dois nesta situação sozinha em casa. Ia morrendo”

“Fiquei com os dois nesta situação sozinha em casa. Ia morrendo”, lembrou Sílvia Rizzo, que se apressou, então, a ligar para o INEM. Mas houve um senão: “Só me vinha [à cabeça] o 911 [por causa] dos filmes.” Este, recorde-se, é o número de telefone de emergência usado em vários países, tais como os Estados Unidos.

“No pânico”, a atriz acabou por lembrar-se do que é usado em Portugal – 112 – e a ambulância acabou por chegar à sua casa. Mas, antes disso, a artista “andava a correr de um lado para o outro”, a ver como estavam os dois filhos, nascidos do anterior casamento com António Parente.

Assistidos por enfermeiros, Marta e António ficaram “bem”. Contudo, antes de os profissionais de saúde abandonarem a habitação de Sílvia Rizzo, esta deixou-lhes um alerta, como agora recordou com o seu característico sentido de humor. “Não saiam, porque agora sou eu”, disse-lhes.

A São da novela “Festa é Festa”, atualmente em exibição na TVI, assumiu que “foi assustador” o que viveu naquele dia com os filhos. “O que vale é que o coração é forte”, disse.

Texto: Dúlio Silva; Fotos: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

 

Impala Instagram


RELACIONADOS