Rui Unas está de volta às novelas e relembra “travessia no deserto” na sua carreira

Depois de três anos afastado da ficção da SIC, Rui Unas está de volta às novelas, em Nazaré, que vai substituir Alma e Coração. O ator e humorista recorda um período menos interessante da sua carreira televisiva. «A tão aclamada travessia no deserto, que todos nós desta área já passámos».

Rui Unas está de volta às novelas e relembra “travessia no deserto” na sua carreira

Depois de três anos afastado da ficção da SIC, Rui Unas está de volta às novelas, em Nazaré, que vai substituir Alma e Coração. O ator e humorista recorda um período menos interessante da sua carreira televisiva. «A tão aclamada travessia no deserto, que todos nós desta área já passámos».

Depois de três anos afastado da ficção da SIC, Rui Unas está de volta em Nazaré,  novela que vai substituir Alma e Coração. Em conversa com Rita Ferro Rodrigues, no Elefante de Papel, o ator e humorista recorda um período menos interessante da sua carreira televisiva, que fez nascer o talk-show Maluco Beleza, há quatro anos. «A tão aclamada travessia no deserto, que todos nós desta área já passámos».

LEIA DEPOIS
Filha de Sara Barradas e José Raposo já dá os primeiros passos [vídeo]

«Somos sempre o bode expiatório»

 

A passagem da SIC radical para a estação generalista aconteceu em 2006 e, tal como admite Rui Unas, não correu bem. «Esse momento nunca surgiu e até entrei de uma forma muito desastrosa. O Francisco Penim [diretor de programas na altura] convidou-me para ser cara de um programa [Pegar ou Largar] que foi um grande insucesso, para não dizer fracasso (risos) e as minhas oportunidades não surgiram».

Rita e Rui, que foram colegas na SIC durante vários anos, contemporizam sobre o facto de, apesar de haver vários factores que pesam num projeto que falha, o rosto dos programas é que acaba por arcar com as culpas. «Smos sempre o bode expiatório [do fracasso]», admite Rui Unas, recordando que passou por um período menos interessante da sua carreira televisiva. «Foi a tão aclamada travessia no deserto, que todos nós desta área já passámos, uns mais do que outros e é aí que somos postos à prova. A nossa capacidade de resiliência, de reinvenção neste meio», explica.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para segunda-feira, 29 de julho
Homem procurado por homicídio desde 1999 capturado em Vila Real

 

Texto: Raquel Costa; Fotos: Arquivo Impala

 

Impala Instagram


RELACIONADOS