Rui Pedro vai manter processo judicial contra Joana: “Não vale tudo”

A guerra que opõe Rui Pedro e Joana Albuquerque promete ainda correr muita tinta. O empresário e a casacalense voltaram a estar juntos no “Big Brother – Duplo Impacto”, mas isso não ajudou a sanar as diferenças entre ambos.

Rui Pedro vai manter processo judicial contra Joana:

Rui Pedro vai manter processo judicial contra Joana: “Não vale tudo”

A guerra que opõe Rui Pedro e Joana Albuquerque promete ainda correr muita tinta. O empresário e a casacalense voltaram a estar juntos no “Big Brother – Duplo Impacto”, mas isso não ajudou a sanar as diferenças entre ambos.

Joana Albuquerque e Rui Pedro voltaram a encontra-se no “Big Brother – Duplo Impacto“, mas as densavenças remontam à anterior edição. Isto é, no “Big Brother – A Revolução“. A cascalense acusou o também modelo, de 36 anos, de a ter ameaçado de morte antes do início de uma gala do reality show da TVI. As autoridades foram chamadas ao local e os dois acabaram por apresentar queixa: Joana por alegadas ameaças e Rui Pedro por difamação.

Sabe-se que o processo que envolve os dois continua a decorrer em tribunal e, apesar de os dois terem convivido tranquilamente dentro da casa da Ericeira nas duas últimas semana, o namorado de Jéssica Antunes, que foi expulso este domingo do “Big Brother – Duplo Impacto”, garante à imprensa que não vai retirar a queixa contra a jovem de 21 anos.

“A Joana teve uma conduta muito educada comigo dentro da casa, assim como eu com ela. Não esperava outra coisa. Até agora, não há avanços do processo. Não estou preocupado sobre se ela retira a queixa ou não, eu também fiz a minha e não vou retirar a queixa. Não vale tudo”, explicou à nossa publicação.

“Abandonei um jogo onde o prémio eram 50 mil euros, que me davam muito jeito, exatamente por me sentir denegrido. Se abdiquei disso, não vou abdicar de outra, fruto de mais uma difamação. Não fiz questão de falar com a Joana porque me senti magoado e todos os dias a Joana fez questão de conversar comigo, foi sempre educada comigo. A Joana nunca respondeu quando, nas cadeiras quentes, a nomeei para coisas menos boas. Respeitou-me sempre e eu também não a desrespeitei. Tudo bem em relação ao jogo, mas uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”, acrescentou, admitindo ainda que teve atitudes “rudes” para com a concorrente de Cascais no formato anterior, mas que “essa atitude não o define enquanto pessoa.”

O “pacto” entre Rui Pedro e Bruno Savate

Em relação à sua segunda participação no reality show da TVI, Rui Pedro admitiu estar orgulhoso da sua prestação, mas assumiu também que entrou com “muito mais cautela e ponderação”. “Não queria cometer os mesmos erros. Com esta entrada, quis mostrar outra pessoa. Estou tranquilo e orgulhoso da minha prestação.”

No entanto, o empresário teve de lidar com concorrentes muito diferentes daqueles que encontrou no “Big Brother – A Revolução” e explicou que teve de adotar uma estratégia para não ceder a provocações, principalmente por parte de Bruno Savate.

“O Savate entrou com um registo provocador, que consegui fazer uma leitura do estilo de jogador que é o Bruno. Não sou contra, mas a postura dele não tem a ver com a minha educação. O intuito dele era provocar, não só a mim como aos colegas da casa. Percebi que se respondesse de forma menos lógica e irracionais, estaria a dar-lhe o que queria. Portanto, reagi com alguma cautela”, explicou.

Rui Pedro é um dos melhores amigos de Pedro Cell, o atual namorado de Elisabete Moutinho, a ex-namorada de Bruno Savate. O empresário confessou-nos que sabe algumas coisas menos boas sobre o ex-Casa dos Segredos, mas que só as iria expor caso este “passasse os limites”.

“Quando ele começou a passar os limites do razoável e da boa educação, avisei-o que da próxima vez que falasse de assuntos que não são de dentro da casa, teria de falar de assuntos que sei sobre ele. Ele pediu-me desculpa por tudo o que me disse, voltou ao lugarzinho dele e é assim que estamos. A partir dali, voltei a abrir todas as portas de carinho e respeito para com o Bruno. Estou disponível para o conhecer melhor. Cá fora terei o melhor gosto. Desejo-lhe a maior sorte. Lá dentro, gostava que ele não ganhasse por ser um provocador barato. Às vezes até um bocado de baixo nível. Sei de muitas coisas sobre ele, não iria dizer nada a não ser que ele passasse limites”, disse ainda.

Sobre a aproximação entre Joana Albuquerque e Bruno Savate, Rui Pedro não tem dúvidas: “Há atração física. Iniciou-se um interesse pelo jogo, acima de qualquer outro valor, mas acredito que se possa desenvolver ali uma atração física, um carinho, talvez até uma paixão.”

Texto: Mafalda Mourão; Fotos: Redes Sociais e TVI

 

Impala Instagram


RELACIONADOS