Romana alega nunca ter recebido dinheiro do início de carreira. Era o pai quem o geria

Romana fez declarações explosivas sobre o progenitor durante a entrevista concedida a Júlia Pinheiro. A cantora alega que o dinheiro ganho durante os seus anos de maior sucesso no mundo da música nunca lhe foi devolvido. As quantias amealhadas pela artista, que na altura era menor, era geridas pelo pai.

Romana alega nunca ter recebido dinheiro do início de carreira. Era o pai quem o geria

Romana alega nunca ter recebido dinheiro do início de carreira. Era o pai quem o geria

Romana fez declarações explosivas sobre o progenitor durante a entrevista concedida a Júlia Pinheiro. A cantora alega que o dinheiro ganho durante os seus anos de maior sucesso no mundo da música nunca lhe foi devolvido. As quantias amealhadas pela artista, que na altura era menor, era geridas pelo pai.

Após quatro anos longe do escrutínio mediático, Romana regressou à televisão na tarde desta quarta-feira, 2 de junho… e supreendeu com as suas declarações! A cantora deu uma entrevista intimista a Júlia Pinheiro, na SIC, e falou pela primeira vez sobre a alegada violência na infância e da relação atribulada com o pai.

Romana tornou-se um enorme sucesso da música portuguesa, ainda na adolescência, mas, por ser menor de idade, nunca geriu o dinheiro que foi ganhando ao longo dos anos.

“Deves ter ganhado muito dinheiro. Fizeste muito sucesso, mas esse dinheiro não era teu…”, avançou a apresentadora de “Júlia”. “Não, nem era gerido por mim, na altura era menor. Quem fazia a gestão era o meu pai. Ele dava-me à volta de 25/50 euros por espetáculo para eu ir comprando as minhas coisinhas. Ele fazia a gestão do resto”, explica Romana.

A apresentadora quis saber mais. “Alguma vez viste o dinheiro, posteriormente?”, questionou. “Não, nao vi”, afirmou a cantora.

“Já quis (fazer contas disso), mas sempre que se toca em alguns assuntos digamos que eles são sensíveis perante os olhos de algumas pessoas da família. Não acaba bem, por isso fujo. Vivo muito mais sã e feliz longe daquilo que foi o passado”, acrescenta.

Apesar de manter contacto com o pai, Romana garante que fala “muito pouco” com o progenitor. Com a mãe fala “diariamente”. “O meu pai pôs-me fora de casa ainda não tinha 16 anos. Era rebelde sim, houve uma altura em que estava a cantar imenso, estava muito cansada. Fazia muitos espetáculos, estava esgotada. Queria estar com amigos e com o namorado, que o meu pai odiava. Na altura acho que também avancei com aquela relação para o confrontar, para o provocar”, remata.

A relação com o mesmo namorado – com quem chegou a viver cinco anos – acabou por revelar-se tóxica.

Texto: Joana Dantas Rebelo, Fotos: redes sociais

 

Impala Instagram


RELACIONADOS