Rita Ferro Rodrigues e Rúben Vieira estiveram separados durante dois meses

Rita Ferro Rodrigues e Rúben Vieira abriram o coração a Cristina Ferreira e revelaram alguns pormenores da sua história de amor.

Rita Ferro Rodrigues e Rúben Vieira estiveram separados durante dois meses

Rita Ferro Rodrigues e Rúben Vieira abriram o coração a Cristina Ferreira e revelaram alguns pormenores da sua história de amor.

Rita Ferro Rodrigues e Rúben Vieira mostraram-se vulneráveis e sinceros numa entrevista a Cristina Ferreira. O casal falou em separado com a apresentadora e conto pormenores do início da história de amor, que dura há 14 anos, e que passou por altos e baixos. Felizes e apaixonados, Rita e Rúben vêem os filhos como uma parte importante e especial da relação.

A apresentadora e o assistente de produção casaram-se há dez anos, no registo civil, após um dia de trabalho. «O Rúben e eu fomos ao registo civil casar, um dia antes do meu aniversário. Eu saí de um programa, ele saiu de outro, e encontrámo-nos no registo civil, comigo muito grávida do Eduardo [filho em comum de Rita e Rúben], e casámo-nos», começa por afirmar a apresentadora, que revela ainda que não queriam que «os filhos soubessem que tinha sido naquele dia, porque iam celebrar com eles no dia seguinte».

Assim, Rita Ferro Rodrigues diz que o dia em que celebram o aniversário de casamento é a 15 de outubro, que corresponde também ao dia do seu aniversário. Ao recordar o dia do casamento, a apresentadora confessa que pensava que tudo ia ser uma «encenação» para as crianças [Leonor e Miguel], mas que estas os surpreenderam. «Os miúdos tinham escrito coisas e começaram a dizer coisas. E nós estávamos os dois admirados, porque eles eram pequeninos. (…) Eles começaram a ler o texto com muita seriedade, e nós começamos os dois a chorar. Foi aí que percebemos que aquilo era muito importante para eles. Por isso, eles é que são os nossos padrinhos», conta.

«Eu não estava a dar muito crédito à relação»

Em conversa com Cristina Ferreira, a comunicadora confessou que, apesar da relação estável que vive hoje, o início foi um pouco atribulado, até porque os dois tinham acabado outras relações recentemente.

«Tinha saído de uma relação séria com o pai da Leonor, que ainda se mantém um grande amigo. E, sinceramente, queria divertir-me. Tenho que ser sincera. Francamente, quando nós começamos a conhecer-nos, eu e o Rúben, acho que ele levou logo muito mais a sério o nosso relacionamento do que eu. E isso provocou alguma mágoa, no início», afirmou, correspondendo esta situação aos medos iniciais do marido.

Rúben admite, na mesma entrevista, que tentou não se apaixonar por Rita com medo de sofrer. «A minha cabeça, na altura, dizia-me: ‘Ela vai brincar contigo’. Ela estava a cima. Era apresentadora. ‘Tu és um técnico. És um miúdo do bairro. E não dá. Não bate uma com a outra. E se fores lá agora, se calhar, ela achar-te piada, vai brincar contigo e, se calhar, és tu que sais magoado’. E eu tentava sempre fugir. Tinha saído de uma relação também», confessou.
Esta falta de importância da parte de Rita Ferro Rodrigues fez com que o casal seguisse caminhos separados, durante algum tempo. «Foi um crescimento importante. Se não tivéssemos passado por essa fase, em que eu não estava a dar crédito àquilo, depois houve uma pausa, em que não estivemos juntos, foram cerca de dois meses, e aí eu senti muito a falta dele e percebi: ‘Ai meu Deus, como é que esta pessoa se tornou tão determinante na minha vida?’ Isso foi muito importante, no equilibrar da nossa relação, e daí para a frente é que começámos a construir algo muito mais forte».

«A Rita, na morte do meu pai, foi um mulherão»

Cristina Ferreira quis saber se Rita Ferro Rodrigues alguma vez tinha «desmanchado» Rúben Vieira. A resposta do assistente de realização foi imediata e sensível, explicando que são o apoio constante um do outro: «Várias. A Rita, na morte do meu pai foi um mulherão. Eu fui o primeiro a ter a notícia (…) Chorei dez minutos e, depois, foi aquela coisa: ‘O meu pai ia engolir». Engoli, fui a casa da minha irmã mais velha, fui a casa da minha irmã mais nova e, enquanto eu estava a fazer isto tudo, a Rita tratou de tudo o resto. Para mim, e para que nós não tivéssemos que pensar…naquelas coisas», revelou.

Este momento marcante da vida de Rúben foi também um momento de viragem na relação, já que foi mais uma «prova de fogo». «Ela podia-se ter limitado a dar-me o ombro para chorar. E não foi o que aconteceu. Ela, realmente, ficou com as crianças durante o tempo que conseguiu, mas esteve sempre ao telefone a tratar com as funerárias. Aí, sentes que é amor. Sim», terminou.

Texto: Inês Marques Fernandes; Fotos: Impala e Instagram

 

Impala Instagram


RELACIONADOS