Ricardo Carriço anda de cadeira de rodas durante um dia e revolta-se

Ricardo Carriço desceu a Avenida da Liberdade, em Lisboa, em cadeira de rodas para assinalar o Dia das Acessibilidades a convite de Salvador Mendes da Silva.

Ricardo Carriço anda de cadeira de rodas durante um dia e revolta-se

Ricardo Carriço anda de cadeira de rodas durante um dia e revolta-se

Ricardo Carriço desceu a Avenida da Liberdade, em Lisboa, em cadeira de rodas para assinalar o Dia das Acessibilidades a convite de Salvador Mendes da Silva.

Ricardo Carriço foi desafiado por Salvador Mendes de Almeida a dar uma volta de cadeira de rodas pela Avenida da Liberdade, em Lisboa, para assinalar o Dia das Acessibilidades. No final, o ator considerou esta experiência enriquecedora, mas ficou com uma nova visão sobre os acessos nas ruas, um dos principais problemas de exclusão social das pessoas com deficiência motora. E não conseguiu deixar de expressar a sua revolta.

“Uma aventura nos primeiros cinco metros, uma revolta depois de descer parte da avenida, atravessar e voltar a subir até ao Marquês de Pombal”, começou por referir Ricardo Carriço na legendas das fotos que publicou no Instagram, mostrando-se solidário com todos os que andam de cadeiras de rodas.

Ricardo Carriço: “Um dia podemos ser nós!”

“Que HERÓIS estas pessoas, que se adaptam todos os dias a uma cidade que os limita, mas que todos os dias pagam os seus impostos para que Todos tenhamos uma melhor qualidade de vida”, continuou em jeito de revolta, acrescentando: “E nós, os que “andamos de pé”, devíamos ter vergonha por não cuidarmos dos outros e os ignorarmos sempre. Um dia podemos ser nós!”.

Durante a volta pela capital, Ricardo Carriço contou com a presença de Ana Rebelo, a sua mulher, que também se mostrou indignada com “o pesadelo” que é descer a Avenida da Liberdade em cadeiras de rodas. “Isto tem de mudar”, afirmou no Instagram.

O casal trocou juras de amor em maio deste ano e, recentemente, o ator foi supreendido pela sua cara-metade durante o programa “Dois às 10”, da TVI. “Conhecemo-nos há mais de uma década no teatro. (…) Um dia percebemos que o que nos unia tinha crescido numa direção diferente: descobrimos que afinal tínhamos tudo, éramos os melhores amigos e o amor, afinal, estava ali…”, afirmou Ana Rebelo.

 

Texto: Carla S. Rodrigues; Fotos: Redes sociais

 

Impala Instagram


RELACIONADOS