Oito anos depois do macabro homicídio, Renato Seabra continua rodeado de violadores e homicidas

Oito anos depois do macabro homicídio, Renato Seabra continua rodeado de violadores e homicidas

Renato Seabra foi julgado como autor do crime e condenado a uma pena de 25 anos de cadeia. Carlos Castro morreu há oito anos.

Carlos Castro morreu há oito anos . O crime cometido por Renato Seabra que pôs fim à vida do cronista social foi de contornos cinematográficos, ocorreu num hotel de Nova Iorque e chocou Portugal, já que os protagonistas eram bem conhecidos pelos portugueses.

Carlos Castro morreu mutilado, com um saca-rolhas pelo jovem manequim, com quem alegadamente mantinha um relacionamento.

A revista Nova Gente mostrou os últimos momentos registados através do sistema de segurança do Hotel Intercontinental.

As últimas fotografias de Carlos Castro e Renato Seabra datam do dia do homicídio, 7 de janeiro de 2011. As câmaras de vigilância do Hotel Intercontinental captaram imagens do casal a subir para o quarto às 12h56, depois de um pequeno-almoço tenso.

Renato Seabra em prisão de alta segurança

O homicida, agora com 29 anos, está a cumprir a sua pena, que pode ir de 25 anos até à prisão perpétua, na Clinton Correctional Facility, no Estado de Nova Iorque e muito perto da fronteira com o Canadá. Renato apenas poderá pedir uma revisão da sua pena em 2036, aquando dos 25 anos do crime.

LEIA MAIS: Anda de terra em terra a doar esperma e já é pai de 79 bebés

 

 

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Oito anos depois do macabro homicídio, Renato Seabra continua rodeado de violadores e homicidas

Renato Seabra foi julgado como autor do crime e condenado a uma pena de 25 anos de cadeia. Carlos Castro morreu há oito anos.