Pedro Capitão na rua depois de ser expulso de casa de Daniela Duarte

Pedro Capitão e Daniela Duarte deixaram de se falar, depois de a algarvia ter corrido com o amigo, de sua casa

Pedro Capitão na rua depois de ser expulso de casa de Daniela Duarte

Pedro Capitão e Daniela Duarte deixaram de se falar, depois de a algarvia ter corrido com o amigo, de sua casa

O caldo entornou entre os dois ex-concorrentes da Casa dos Segredos 5, que puseram fim à amizade no final do último verão, depois de a algarvia ter pedido ao alentejano para sair do apartamento que lhe tinha alugado… por mensagem!

LEIA MAIS: Pedro Capitão arrasa estreia de Goucha na Casa dos Segredos

No início do verão de 2017, Pedro Capitão insatisfeito com o trabalho e a vida em Lisboa decidiu mudar-se para o Algarve depois de falar com a amiga, Daniela Duarte, que se prontificou a alugar-lhe o seu apartamento, por um valor irrisório, assim como a ajudá-lo a arranjar trabalho no restaurante/bar Pure Beach, em Vilamoura, onde trabalhava.

Mas poucos meses depois, e de uma hora para a outra, a algarvia puxou-lhe o tapete, pedindo-lhe que saísse da sua casa, pois havia recebido uma oferta melhor. O facto de o ter feito através de uma mensagem acabou com a amizade. «Basicamente ela mandou-o embora da casa dela, porque teve outra proposta, de uns clientes do namorado, que lhe pagavam o dobro da renda. Ou seja ela conseguia pagar o empréstimo ao banco e ainda metia dinheiro ao bolso. E como o Capitão não conseguia cobrir essa proposta, ela disse-lhe que ele tinha de sair até ao final do ano. E as coisas não ficaram muito bem, eles não se falam desde essa altura», garante uma fonte próxima de ambos os concorrentes da quinta edição da Casa dos Segredos 5, que acrescenta ainda que o alentejano se mudou para o Algarve por influência de Daniela.

LEIA TAMBÉM: Lembra-se de Vanessa Ferreira? Aparece nua em público e sem pudores

A TV 7 Dias entrou em contacto com Pedro Capitão, que quando questionado sobre o seu regresso a Lisboa, tentou esconder o real motivo, justificando.

«As expectativas não estavam a corresponder às que eu tinha depositado naquele trabalho e o movimento também acabou por baixar um bocado. Entretanto também tinha de procurar uma casa nova para viver, mas o mercado imobiliário no Algarve é única e exclusivamente para turistas, ou até Abril, porque aí começa a época alta e as pessoas querem é fazer dinheiro e alugar as casas a estrangeiros ou a quem vai de férias. E então, dada essa conjuntura toda, acabei por pegar outra vez nas minhas tralhas e voltar para Lisboa.»

Porém quando confrontado com as declarações da nossa fonte, acabou por admitir: «Sim, a Daniela, como estava a viver com o namorado, tinha-me alugado a casa, mas entretanto ela precisou da casa e eu tive de sair».

E de seguida, ao tentar desvalorizar o assunto e por um ponto final na conversa, confirma o fim da amizade. «Não quero dar muita importância a isso, porque nem sequer falo com ela, por isso não vale a pena.»

Sem saída, e com as cartas todas em cima da mesa, o ex-concorrente, cuja frontalidade lhe é bem conhecida, acedeu a esclarecer: «Ela mandou-me uma mensagem no Whatsapp a dizer que eu precisava de sair de lá… Disse-me ‘eu vou precisar da casa, não te chateies, mas recebi outra proposta, por isso vais ter de sair’, acho que era em dois meses, salvo o erro, e acabei por sair mais cedo. Isto foi em setembro e acabei por sair em outubro.»

Pedro magoado por causa de mensagem

Garantindo que entende o facto de Daniela ter conseguido um negócio melhor, Pedro explica que a sua mágoa teve unicamente a ver com a forma como ela o informou… Por mensagem, como se fosse um inclino qualquer. É que o mínimo que esperava de alguém que se dizia sua amiga, era um encontro, uma conversa frente a frente.

«Vindo dela era o que estava à espera, por isso é que também me magoou mais um bocado. Eu consigo perceber a parte dela, não é fácil comprar uma casa e depois tentar pagá-la e mantê-la. Mas as coisas podiam ter sido comunicadas de outra forma, só isso. A abordagem poderia ter sido diferente, poderia não ter sido uma coisa tão brusca», diz.

No entanto, e apesar de na altura ter sentido que a amizade «ficou para trás», e que se sentiu «um bocado desiludido», no Natal decidiu enviar uma mensagem a desejar boas festas, porém a algarvia nunca lhe respondeu, mostrando que a amizade tinha de facto terminado. Quanto a esta atitude de Daniela, Pedro assume a sua culpa: “Eu depois também saí de uma forma um bocado abrupta, disse-lhe que ia sair, tirei as minhas coisas e não tive muita vontade de me despedir dela. Mandei-lhe uma mensagem a dizer ‘já saí, obrigado por tudo, mas vou voltar para Lisboa.”

Questionado sobre a hipótese de reatarem a amizade, garante: “Não, não é meu interesse voltar a falar com ela”. Justificando: «Por tudo… Pelo facto de ela saber que eu tinha largado tudo para ir para ali… e depois não me senti muito apoiado. Então prefiro deixar as coisas como estão. Hoje nem sequer falo com ela, e ela também não fala comigo. Não ficámos de costas voltadas, mas não trocamos sequer uma palavra. E eu prefiro que seja assim.» A finalizar o assunto, Pedro faz questão de esclarecer que Daniela não foi responsável pela sua mudança para o sul do país. «Eu também estava um bocado cansado de Lisboa, entretanto falei com ela e ela mais ou menos ajudou-me… nós tínhamos uma boa relação e ela disse-me que se eu quisesse ir para o Algarve, ela no que pudesse ajudava-me e assim aconteceu. Mas depois cada um fez a sua vida, obviamente. Nós trabalhávamos no mesmo local, mas ela tinha o trabalho dela e eu tinha o meu, e poucas eram as vezes que nos cruzávamos porque tínhamos horários diferentes. Mas isso não invalidava que estivéssemos juntos quando tínhamos alguma folga compatível», conta.

A TV 7 Dias também tentou entrar em contacto com Daniela Duarte, mas a algarvia não se mostrou disponível para falar.

Hoje o alentejano está novamente a morar na capital, mas antes esteve uns meses na sua terra natal, na casa dos pais. «Ainda estive uma temporada no Alentejo, até encontrar trabalho. E quando encontrei trabalho, encontrei casa, e voltei para Lisboa», conta o ex-concorrente que abraçou um projeto profissional completamente diferente de tudo o que já tinha feito. «Estou a trabalhar numa transportadora, a fazer trabalho administrativo, e estou a gostar. É uma experiência nova, um ramo totalmente diferente e desconhecido para mim, até à data, nunca tinha trabalhado em logística, mas até agora estou a gostar muito» adianta. Quanto à sua vida pessoal, revela: «Estou a viver sozinho, eu e a minha gata. Estou solteiro há um bom tempo. Tenho-me focado no trabalho e o amor agora não é prioridade.»

Textos: Susana Meireles; Fotos: Arquivo Impala

VEJA AINDA: Casa dos Segredos 7: Gabriela ameaça César após mais um confronto

Impala Instagram


RELACIONADOS