Pais de Zé do Pipo convencidos de que o cantor cometeu suicídio

Zé do Pipo, nome artístico de Nuno Batista, desapareceu a 5 de novembro. Agora, os pais Rosa e Carlos dão uma entrevista desconcertante

Nuno Batista, conhecido como Zé do Pipo, desapareceu no dia 5 de novembro de 2018. O carro do cantor foi encontrado junto a uma ravina, em Peniche, mas o corpo nunca foi avistado. Nada confirma a tese de um suicídio, mas os pais dizem a Manuel Luís Goucha que a esperança já acabou.

O apresentador viajou até Peniche para falar com Rosa e Carlos. Os pais do cantor deram uma entrevista emitida esta quinta-feira, dia 10 de janeiro. Inconsoláveis e em lágrimas, os progenitores do artista confessam que o procuraram desde a primeira noite de desaparecimento.

LEIA MAIS: Mulher de Zé do Pipo revela que cantor «não tinha sentimentos e não sentia emoções»

«As autoridades deram um princípio, mas terminaram as buscas. Acabaram por dizer que tinha de acabar e que não podiam fazer mais nada. Quando nós perguntamos se sabem mais alguma coisa eles perguntam se nós sabemos ‘se foi ali?’», começa por contar Carlos.

O «ali» é a ravina em Peniche, onde o carro de Nuno Batista, de 40 anos, foi encontrado com o telemóvel, os documentos e o casaco lá dentro.

«Nós não podemos dizer diretamente que foi ali. Não vimos», reage a mãe Rosa.

Zé do Pipo andou a analisar «as marés»

Convencidos de que o filho cometeu suicídio, Rosa e Carlos contam que a decisão pode ter sido tomara devido «a doença que ele tinha, era bipolar». Antes do desaparecimento, o artista «recorreu a coisas para ver como estavam a marés, chegou a dizer ao psiquiatra que o faria e nós temos no pensamento que ele fez».

Veja a notícia completa aqui

Notícia www.novagente.pt

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Pais de Zé do Pipo convencidos de que o cantor cometeu suicídio

Zé do Pipo, nome artístico de Nuno Batista, desapareceu a 5 de novembro. Agora, os pais Rosa e Carlos dão uma entrevista desconcertante