Amigo de Sara Carreira insultado e humilhado em casa de banho pública

Mário de Carvalho relatou um episódio aterrador que viveu numa casa de banho pública só porque estava maquilhado. O amigo de Sara Carreira confessou que já não entrou naquela casa de banho, porque não se sentiu seguro.

Amigo de Sara Carreira insultado e humilhado em casa de banho pública

Mário de Carvalho relatou um episódio aterrador que viveu numa casa de banho pública só porque estava maquilhado. O amigo de Sara Carreira confessou que já não entrou naquela casa de banho, porque não se sentiu seguro.

Mário de Carvalho foi insultado, em tom ameaçador, numa casa de banho pública… apenas por estar a usar maquilhagem. O episódio foi tornado público pelo próprio stylist nas redes sociais. “Vou à casa de banho maquilhado e um sujeito mete-se à minha frente e diz ‘ainda não inventaram casas de banho para paneleiros'”, começou por contar o amigo de Sara Carreira.

“Yap. Tenho 26 anos. Sou maior e vacinado e ainda sou ‘barrado’ num WC, por um sujeito medonho que me diz que não existem casas de banho para paneleiros. E sabem uma coisa? Eu não entrei na casa de banho. Tive medo. Voltei para trás e fui a outra. Ele tinha razão. Aquela casa de banho não era para mim, não enquanto ele estivesse ali dentro“, disse ainda Mário de Carvalho, que foi um dos jurados do programa “All Together Now”, apresentado por Cristina Ferreira, e que também já esteve na TVI como comentador do “Big Brother”.

Mário de Carvalho foi abusado sexualmente na infância

Em maio do ano passado, Mário de Carvalho foi um dos convidados do programa “Dois às 10” e contou a Maria Botelho Moniz e a Cláudio Ramos que foi vítima de abuso sexual na infância. O stylist de celebridades contou que os abusos aconteceram “mais do que uma vez”, quando tinha apenas 12 anos. Seguiu-se um processo em tribunal que o próprio classifica como “homofóbico e verdadeiramente traumático”, tanto para o profissional de moda como para a sua mãe que o acompanhou ao longo de todo o processo.

“Foi verdadeiramente traumático, tanto para mim como para a minha mãe, ao ponto de numa das segundas ou terceira entrevistas que tive com a inspetora ao lado da minha mãe, de mãos dadas com ela, perguntaram-me: ‘Tu és homossexual, então foste tu que quiseste que isso acontecesse?’. A minha mãe ouviu isto. Eu ouvi isto. Tinha 14 anos já nesta altura”, recorda Mário de Carvalho. “O meu sonho maior era ser um Tokio Hotel [grupo musical originário da Alemanha], não era que nada disto me tivesse acontecido”, acrescenta. Leia tudo aqui.

Texto: Patrícia Correia Branco;
Fotos: Reprodução redes sociais

Impala Instagram


RELACIONADOS