Maria João Abreu sofre aneurisma e está internada com prognóstico reservado

Maria João Abreu está internada depois de ter sofrido um aneurisma. A atriz, de 57 anos, estava a gravar a novela “A Serra”, da SIC. O prognóstico é reservado.

Maria João Abreu sofre aneurisma e está internada com prognóstico reservado

Maria João Abreu está internada depois de ter sofrido um aneurisma. A atriz, de 57 anos, estava a gravar a novela “A Serra”, da SIC. O prognóstico é reservado.

Maria João Abreu, de 57 anos, teve um aneurisma durante as gravações da novela “A Serra“, da SIC, sabe a Nova Gente. Tudo aconteceu na passada sexta-feira, 30 de abril. Foram chamados de imediato os profissionais de saúde, que a reencaminharam para o hospital, onde ainda permanece internada.

Os últimos meses têm sido muito difíceis para Maria João Abreu. Apesar do sucesso na série “Golpe de Sorte”, da SIC, na qual interpretou a milionária Maria do Céu, a atriz viu o seu café/restaurante afetado pela pandemia provocada pela covid-19 e teve de fechar portas de forma definitiva. O negócio, situado em Lisboa, era fonte de sustento e gerido pelo filho e a nora Rita.

Saiba tudo sobre o que se passou com Maria João Abreu na edição da Nova Gente que chega amanhã, 5 de maio, às bancas.

O que é?

Tal como dá conta o site da CUF, “um aneurisma cerebral corresponde a uma zona de fraqueza da parede de um vaso sanguíneo intracraniano que tende a dilatar-se, ficando preenchido com sangue. De um modo geral, os aneurismas formam-se na zona da bifurcação das artérias, por ser a zona mais frágil da sua estrutura.

Estima-se que cerca de 5% da população seja portadora de um aneurisma cerebral, com uma taxa anual de rotura de cerca de 2%. A incidência de rotura de aneurismas é de cerca de 10 em cada 100.000 pessoas por ano. Os aneurismas cerebrais podem ocorrer em qualquer idade, mas são mais comuns nos adultos (30-60 anos de idade) do que nas crianças e são também mais frequentes no género feminino“.

Sequelas

A principal complicação associada ao rompimento do aneurisma é o risco de morte, já que a hemorragia interna causada pelo rompimento pode ser difícil de parar, mesmo com o tratamento adequado. Para além disso, a pressão exercida pela hemorragia pode causar lesões no cérebro, semelhantes à de um AVC.

Texto: Humberto Simões; Fotos: Reprodução Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS