Mãe de Diogo Carmona: “Jamais abandonei ou desprezei o meu filho”

Patrícia, A mãe de Diogo Carmona, diz que nunca abandonou o filho. O jovem, de 22 anos, recupera de um acidente que resultou na amputação de um pé.

Mãe de Diogo Carmona: “Jamais abandonei ou desprezei o meu filho”

Patrícia, A mãe de Diogo Carmona, diz que nunca abandonou o filho. O jovem, de 22 anos, recupera de um acidente que resultou na amputação de um pé.

A mãe de Diogo Carmona quebrou o silêncio relativamente ao afastamento do filho. Nas redes sociais, Patrícia Carmona diz que «está na hora de esclarecer que o que tem vindo a público não é verdade». O desabafo surge na sequência de uma publicação do ator nas redes sociais, na qual agradece o apoio dos avós, do pai e do terapeuta que o está a acompanhar. Nesta publicação, Diogo – que se encontra a recuperar de um acidente que resultou na amputação de um pé – ignorou a mãe.

LEIA DEPOIS
Coronavírus | Marcelo fala sobre os netos que vivem na China

«Injustiças e situações delicadas»

«Só quem está por perto sabe o que vai dentro do meu coração e sabe o quanto todos temos sofrido… E também são essas pessoas que sabem o quanto amo o Diogo, como sempre amei, ainda que como qualquer mãe que criou o seu filho sozinha, cometendo erros… Quem não os comete?!», diz agora Patrícia.

«Guardo para mim e para os meus o vazio da saudade, da dor de tudo quanto se tem passado, por respeito e proteção ao meu filho, porque esse é o papel de uma mãe… Proteger e respeitar, ainda que com muita mágoa de muitas injustiças e situações delicadas. Que nunca restem dúvidas que amo, sempre amei e amarei o Diogo e estarei sempre que ele ou a vida me permitam estar… Jamais abandonei ou desprezei o meu filho e jamais o farei… Aconteça o que acontecer!», termina.

«Guerra» antiga

Diogo Carmona passa atualmente uma fase de recuperação depois de, no final de outubro passado, ter ficado com um pé amputado na sequência de um acidente de comboio. A fazer fisioterapia, conta com o apoio incondicional dos amigos e de alguns familiares. «Ele está bem. Ele conta com o apoio dos amigos. O que ele passou e o que está a passar não é fácil, mas não tenho dúvida que ele vai superar tudo isto», disse-nos Nelson Galhofo, que tem acompanhado Diogo em vários momentos, dias antes do Natal passado.

Nelson recusou-se a comentar a relação entre o amigo e a mãe deste, Patrícia Carmona, mas a Maria sabe que a mesma se mantém inalterada. «A mãe dele é apenas aquilo que sempre foi: progenitora», diz-nos uma fonte próxima do grupo de pessoas mais chegadas a Diogo. «Ela não quer saber dele. Não lhe telefona», completa.

Recorde-se que Carmona acusou, no ano passado, a mãe e a avó materna de lhe terem roubado centenas de milhares de euros. «Entrei numa fase depressiva. A minha mãe aproveitou o facto de eu estar um pouco em baixo para me internar numa ala de psiquiatria como doente. (…) Caso a pusesse em tribunal, ela ia alegar que eu era maluquinho e não tinha responsabilidade para gerir o dinheiro», declarou, em entrevista a Júlia Pinheiro, na SIC.

Patrícia defendeu-se, negando as acusações e apontando ao filho um distúrbio de personalidade: «O Diogo tem um distúrbio de personalidade». Já em entrevista a Manuel Luís Goucha, na TVI, falou da relação «desgastada» entre mãe e filho «por muitas circunstâncias». «Enquanto mãe, a minha preocupação é a saúde do meu filho. Preciso de o guardar, de o proteger», referiu.

Leia a declaração completa de Patrícia Carmona

«Infelizmente, não são mais uma vez situações fáceis que me trazem de regresso às redes sociais,mas impera esclarecer algumas calúnias dentro do que julgo importante para quem me conhece.

A minha vida pessoal foi tornada pública nos últimos tempos por várias razões íntimas e de foro familiar e nunca pelos melhores motivos.

Até hoje me remeti ao silêncio por achar isso mesmo,que a minha vida e da minha família só a nós diz respeito e é no seio da família que se resolvem ou esclarecem conflitos,sejam eles quais forem.

 O facto do meu filho ser uma ‘figura pública’ não faz de mim o mesmo e como tal não tenho qualquer obrigação de falar, expor ou admitir que se faça de mim o que não sou.

Não me vou alongar em pormenores, por todos os motivos que referi e também porque há questões morais e legais que me levam a guardar para mim e para quem me merece respeito, os motivos do afastamento entre mim e o Diogo.

Mas está na hora de esclarecer que o que tem vindo a público não é verdade.

O sofrimento de toda a nossa vida, eu mantenho-o na privacidade e assim será enquanto tiver de ser.

Só quem está por perto sabe o que vai dentro do meu coração e sabe o quanto todos temos sofrido…

E também são essas pessoas que sabem o quanto amo o Diogo, como sempre amei, ainda que como qualquer mãe que criou o seu filho sozinha, cometendo erros… Quem não os comete?!

Guardo para mim e para os meus o vazio da saudade, da dor de tudo quanto se tem passado, por respeito e proteção ao meu filho, porque esse é o papel de uma mãe… Proteger e respeitar, ainda que com muita mágoa de muitas injustiças e situações delicadas.

Que nunca restem dúvidas que amo, sempre amei e amarei o Diogo e estarei sempre que ele ou a vida me permitam estar… Jamais abandonei ou desprezei o meu filho e jamais o farei… Aconteça o que acontecer!»

Texto: Ana Filipe Silveira | Fotos: reprodução redes sociais

LEIA MAIS
Homem faz de cadeira para que a mulher grávida possa sentar-se [vídeo]
Diogo Carmona | Ator mostra amputação com imagens impressionantes

Impala Instagram


RELACIONADOS