Mãe de Diogo Carmona: «Sou uma mãe que sempre deu ao seu único filho o que devia»

A guerra entre Diogo Carmona e a mãe continua.

Mãe de Diogo Carmona: «Sou uma mãe que sempre deu ao seu único filho o que devia»

Mãe de Diogo Carmona: «Sou uma mãe que sempre deu ao seu único filho o que devia»

A guerra entre Diogo Carmona e a mãe continua.

O ator, de 22 anos, de idade, estará envolvido em, pelo menos, 10 processos com Patrícia Carmona.

O jovem é acusado pela progenitora e avó materna de quatro crimes por ofensas à integridade física e um de violência doméstica. E Diogo acusa-as, também, de violência, de lhe terem roubado todo o dinheiro, cerca de 200 mil euros, e contraído várias dívidas em seu nome, como contou à revista TV7 Dias, que está atualmente em banca.

À mesma publicação, o ator conta como a mãe lhe virou as costas no hospital, durante o internamento que se seguiu ao seu acidente e que lhe provocou a amputação do pé. Perante as acusações do filho, Patrícia Carmona decidiu reagir, emitindo um comunicado que enviou para as nossas redes sociais.

«Sou uma mãe que sempre deu ao seu único filho o que devia»

«Tal como tem sido a minha postura até aqui, continuo a acreditar que os problemas da família devem ser resolvidos no seio da mesma. Como tal, não vou alimentar nem me vou pronunciar publicamente sobre a situação do meu filho e a nossa relação», começa por escrever.

«Como sempre, jamais farei alguma coisa ou comentário que de futuro o possa prejudicar e mantenho a coerência no que toca ao que sinto e que todos vivemos de dor e cansaço. Esta foi e será a minha posição perante tudo quanto vem a público acerca do meu bom nome», continua.

«Sou uma mãe que sempre deu ao seu único filho o que devia: amor, educação, apoio e respeito», diz.
«Desde já aproveito para agradecer a forma humana, sensível e respeitosa como tenho sido abordada por toda a comunicação social nesta situação tão delicada. Entendo que estão a fazer o vosso trabalho que sempre respeitei e respeitarei. E por isso senti que chegou a altura de vos deixar este breve comunicado», termina.
A primeira sessão em tribunal, no âmbito do processo de violência doméstica em que o ator é acusado pelo Ministério Público, era para ter acontecido no passado dia 4 de fevereiro, mas foi adiada.

Ainda não há data para nova sessão, mas será a porta aberta. Logo poderão ser ouvidos todos os detalhes sobre as alegadas ameaças de morte e agressões.

Recorde-se que, no dia 26 de outubro de 2019, Diogo Carmona foi colhido por um comboio perto da estação de São Pedro do Estoril, um grave acidente que o obrigou a amputar o pé esquerdo. O infortúnio aconteceu dois dias depois de um episódio de suposta violência contra a mãe e a avó materna, que o obrigou a passar uma noite na prisão. Diogo vive com a avó paterna.

Texto: Inês Neves; Fotos: Impala e reprodução Instagram

 

Impala Instagram


RELACIONADOS