Luísa Castel-Branco sofre com doença auto-imune que a afastou da televisão

Luísa Castel-Branco esteve ausente dos “Diários” do reality show da TVI “O Amor Acontece” por motivos de doença. A escritora sofre de uma doença auto-imune que forma nódulos dolorosos.

Luísa Castel-Branco sofre com doença auto-imune que a afastou da televisão

Luísa Castel-Branco esteve ausente dos “Diários” do reality show da TVI “O Amor Acontece” por motivos de doença. A escritora sofre de uma doença auto-imune que forma nódulos dolorosos.

Luísa Castel-Branco, de 67 anos, esteve afastada da antena da TVI por motivos de saúde. O regresso aos “Diários” do reality show “O Amor Acontece”, conduzidos por Mafalda de Castro, aconteceu esta quinta-feira, 5 de junho, como a escritora fez questão de salientar nas redes sociais.

“Então ontem foi assim em ‘O Amor Acontece’. Não tenho podido ir ao programa (as doenças auto-imunes são mesmo arrasadoras), mas voltar, ou talvez por isso, sabe tão bem!”, escreveu Luísa Castel-Branco, já no decorrer desta sexta-feira, no seu perfil de Instagram.

Ainda assim, a mãe da atriz Inês Castel-Branco diz-se “feliz” por ter encontrado na TVI “um ótimo ambiente, sem cargas negativas”. “Toda a gente está bem com a vida, cada um com a sua própria história. Da produção à apresentadora e comentadores, é um privilégio sentirmos que estamos todos de coração aberto a viver o momento. Por mim, muito obrigada!”, completou.

Doença também afastou Luísa Castel-Branco de “Passadeira Vermelha”

Luísa Castel-Branco, recorde-se, sofre de Hidradenite Supurativa, uma doença crónica caracterizada, segundo a CUF, “pelo aparecimento de lesões cutâneas inflamatórias superficiais ou profundas, formando nódulos dolorosos”. “Com as sucessivas crises formam-se abcessos, fístulas e úlceras com eliminação de pus, associados a cicatrizes retraídas”, avança a mesma fonte. Foi, de resto, esta doença que já tinha obrigado a escritora a afastar-se do programa “Passadeira Vermelha”, no início da pandemia da COVID-19, por integrar um grupo de risco.

Em setembro do ano passado, foi confirmada pela própria, em vídeo, a sua saída definitiva do painel de comentadores do formato da SIC Caras. “Foi um projeto de sete anos que me deu muito gozo e em que aprendi imenso. Era um universo que eu desconhecia. Antes demais, o meu agradecimento à SIC, à produção e a toda a gente que trabalha por trás das câmaras. E, claro, aos comentadores e à querida Liliana [Campos], que tanta paciência teve para nos aturar. Para mim, chegou a altura de partir, quiçá para novos desafios. É sempre importante, em dado momento da vida, abraçarmos novos sonhos”, afirmou, na altura, a mãe de Inês Castel-Branco.

Luísa Castel-Branco terminou o vídeo com um conselho de vida dedicado a “todas as pessoas da sua geração”. “Comecei a fazer televisão por acaso aos 46, tive um AVC aos 49, escrevi o meu primeiro romance ao 52, o ‘Grande Sonho da Minha Vida’, e continuo à procura de mais desafios que me mantenham viva. Não deixem nunca que digam que estamos velhos ou que somos dispensáveis”, disse.

Texto: Dúlio Silva; Fotos: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

 

Impala Instagram


RELACIONADOS