Lili Caneças chora por Eduardo Beauté: «Acho que era uma morte anunciada»

Lili Caneças marcou presença na Gala Troféus Impala de Televisão 2019, este domingo, dia 8 de setembro. Abalada, a socialite recordou o amigo Eduardo Beauté e considerou que a morte do cabeleireiro foi «anunciada» devido à depressão de que sofria

Lili Caneças chora por Eduardo Beauté: «Acho que era uma morte anunciada»

Lili Caneças marcou presença na Gala Troféus Impala de Televisão 2019, este domingo, dia 8 de setembro. Abalada, a socialite recordou o amigo Eduardo Beauté e considerou que a morte do cabeleireiro foi «anunciada» devido à depressão de que sofria

Lili Caneças marcou presença na Gala Troféus Impala de Televisão 2019, que decorreu na noite deste domingo, 8 de setembro, no Cinema São Jorge, em Lisboa, na Avenida da Liberdade. A socialite, de 75 anos, recordou o amigo Eduardo Beauté, que foi encontado morto em casa este sábado, dia 7 de setembro, aos 52 anos.

«Era próxima dele e acho que era uma morte anunciada. O Eduardo fartou-se de dar a entender, de uma maneira ou de outra, que a vida dele estava um caos, que não merecia ser vivida, estava cheio de dívidas, não tinha dinheiro para nada», começou por revelar.

Lili Caneças conta que Eduardo Beauté já tinha passado por depressões ao longo da vida: «pensei que ele conseguisse ultrapassar, mas não conseguiu. Penso eu, devido aos três filhos.»

Lamentando a morte do cabeleireiro, Lili Caneças recorda a última vez que esteve com Eduardo Beauté e refere que «sabia que aquela seria a última vez que o via»: «Fui ter com ele ao cabeleireiro, com uma energia positiva, estive uma hora a falar com ele, a puxá-lo para cima, e ele estava completamente apático, eu nem conseguia entender o que ele dizia… senti mesmo que aquilo foi uma despedida.»

«Eu nunca estive deprimida, não sei se ele estava a tomar antidepressivos porque nunca fiz esse tipo de medicação. Mas as pessoas que conheço que tiveram depressão dizem que ficam apáticas e eu não percebi mesmo nada do que ele dizia. A única coisa que percebi foi de ele me dizer que o único interesse da vida dele eram os filhos. Eu perguntei: ‘Eduardo, e queres maior interesse que esse? Eu que sou mãe, queres ter maior interesse na vida do que os teus filhos? Tens que te por fantástico’.», contou.

«Foi preciso muita coragem para darem o exemplo de que dois homens se podem amar»

Lili Caneças falou ainda sobre o casamento de Eduardo Beauté com o modelo Luís Borges. Os dois casaram-se em 2011 e a socialite esteve presente: «acompanhei desde o primeiro dia a história. Eu sou católica praticante, mas defendo sempre aquilo que é verdadeiro. Foi preciso muita coragem para darem o exemplo de que dois homens se podem amar e até casar, principalmente num País provínciano, medíocre e preconceituoso.»

«Foi um casamento tão bonito que me faz muita pena pensar que o Eduardo já não está connosco. Mas ele deu todos os sinais de que não estava bem», afirmou.

«Sinto que não será um futuro muito brilhante»

Sobre o futuro dos três filhos de Eduardo Beauté, Lili Caneças respirou fundo e hesitou: «Sinto que não será um futuro muito brilhante. Mas sei que o amor, o apoio, o carinho, o luxo que eles tiveram agora, neste princípio de vida, ficará talvez para um dia mais tarde, se eles quiserem tirar um curso, trabalhar, dizerem a eles mesmos ‘vamos conseguir porque queremos viver da mesma maneira que o pai nos ensinou a viver’. Espero que a morte dele não tenha sido em vão.»

Eduardo Beauté deixou três filhos: Lurdes, de sete anos, Bernardo, de oito, e de Eduardo, de quatro.

Lili Caneças terminou dizendo que não pretende ir ao funeral de Eduardo Beauté porque não quer ter «esse tipo de emoções» nesta idade.

«Neste momento da minha vida, estou a tentar pensar mais em mim. Agora sou eu a minha prioridade, quero ter para o resto da minha vida uma vida fantástica, sempre com este espírito positivo. Todos os dias em vivo como se fosse o primeiro e o último», terminou.

Texto: Redação WIN – Conteúdos Digitais, Fotos: Impala e reprodução Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS