Júlio Isidro chamado de urgência à final do Festival da Canção

Eládio Clímaco era para ter feito uma participação na final do Festival da Canção, mas um acidente impossibilitou-o de estar presente em Portimão, tendo sido substituído por Júlio Isidro.

A menção específica de Júlio Isidro a Eládio Clímaco, este sábado à noite, na final do Festival da Canção 2019, fazia adivinhar que algo não estava bem com o segundo, o apresentador que mais vezes conduziu o histórico certame de música organizado pela RTP, ganho este ano por Conan Osíris. De acordo com a referida publicação, as intervenções protagonizadas por Júlio Isidro, ao lado de Margarida Mercês de Mello, eram, de facto, para ter sido feitas por Eládio Clímaco. Já este domingo, dia 3, o próprio o confirmou. «Sim, de facto, eram», afirma Eládio, quando contactado pela Nova Gente.

Contudo, «um acidente, há 15 dias», impediu-o de rumar à Portimão Arena, onde decorreu a cerimónia. «Tive uma queda e fiz uma rutura do músculo gémeo da perna esquerda. Ainda por cima, a queda foi para o lado direito e eu, para não fazer mais estragos na coluna e no cóccix, apoiei-me todo no braço esquerdo», conta-nos, acrescentando que a queda se deu num centro comercial. «Havia uma espécie de armadilha, que não se via… Meti o pé esquerdo e caí.» A rutura do gémeo é de «grau 2» e já obrigou Eládio Clímaco a «duas intervenções cirúrgicas de ambulatório», «para meter um dreno e tirar sangue. «Fiquei com uma perna que parecia um coco, com um depósito de sangue enorme», descreve o consagrado apresentador, de 77 anos, à Nova Gente.

O pesadelo não terminou aqui: «Como me disseram que podia guiar um bocadinho… Olhe, numa manobra, senti o ombro a deslocar-se. Um estalo enorme. Uma luxação do ombro, mais uma, para juntar à da perna».

Eládio Clímaco está, por isso, «praticamente imobilizado». «Não posso andar, não posso estar de pé», lamenta, afirmando estar «a passar um mau bocado» e «a recuperar muito lentamente». Mas nem o facto de estar a sofrer «com muitas dores» o faz perder a boa disposição. «Estou todo partido, quer da perna esquerda, quer do braço direito», ri-se.

«Ignoraram-me completamente. Fiquei muito magoado»

Veja a notícia completa aqui

LEIA MAIS

Ladrão tentou assaltar cabeleireira mas acabou como escravo sexual

Carnaval com frio, chuva e vento

Suspensa venda de bilhetes para festival Eurovisão por suspeitas de irregularidades

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Júlio Isidro chamado de urgência à final do Festival da Canção

Eládio Clímaco era para ter feito uma participação na final do Festival da Canção, mas um acidente impossibilitou-o de estar presente em Portimão, tendo sido substituído por Júlio Isidro.