Judite Sousa foi “ameaçada de morte”

Judite Sousa lembrou o momento aterrorizante que viveu no Brasil, mais concretamente na Favela do Vidigal, no Rio de Janeiro, em 2018.

Judite Sousa foi

Judite Sousa foi “ameaçada de morte”

Judite Sousa lembrou o momento aterrorizante que viveu no Brasil, mais concretamente na Favela do Vidigal, no Rio de Janeiro, em 2018.

A Judite Sousa vai lançar um novo livro, no qual promete fazer revelações inéditas. A jornalista contou uma história que viveu no Brasil, onde foi ameaçada de morte e teve de negociar com o chefe de uma favela. Depois de deixar a CNN Portugal, Judite não voltou a praticar jornalismo e, pelo que agora se percebe, ter-se-á dedicado a escrever um a obra. É lá que partilha uma imagem de uma arma, relatando um momento difícil pelo qual passou em 2018 na Favela do Vidigal.

Leia depois
A emocionante história de amor de Fernando Gomes com a mulher (… continue a ler aqui)

“Esta imagem (mais ampla identificando o local e o jovem) foi gravada em 2018 na favela do Vidigal, Rio de Janeiro. Negociei a reportagem com o chefe da favela, um criminoso, portanto”, escreveu, continuando a relatar o sucedido: “No regresso ao hotel, foi-me dito que se eu usasse a imagem iria ter problemas. Estava logicamente a ser ameaçada de morte”.  “Será que usei a imagem? Brevemente”, atirou, deixando na dúvida se vai incluir a mesma, sem zoom, no seu novo livro.

 

Texto: Tiago Miguel Simões; Fotos: Impala 

Impala Instagram


RELACIONADOS