Jornalista da SIC aceitou participar em ‘A Máscara’ para se «ridicularizar»

Rui Santos foi o convidado de Daniel Oliveira no programa “Alta Definição”, da SIC, emitido este sábado, dia 6 de fevereiro. O jornalista abriu o coração e, entre vários assuntos, falou sobre a sua participação no programa “A Máscara”.

Jornalista da SIC aceitou participar em ‘A Máscara’ para se «ridicularizar»

Rui Santos foi o convidado de Daniel Oliveira no programa “Alta Definição”, da SIC, emitido este sábado, dia 6 de fevereiro. O jornalista abriu o coração e, entre vários assuntos, falou sobre a sua participação no programa “A Máscara”.

Rui Santos quis participar em “A Máscara“, da SIC, para desconstruir a imagem que tinha de si. Entrevistado para o programa “Alta Definição“, da SIC, emitido este sábado, dia 6 de fevereiro, o jornalista abriu o coração e, entre vários assuntos, falou sobre as razões que o levaram a aceitar esse desafio.

O comunicador foi a figura que se escondeu por detrás do Gelado. Um desafio que Rui Santos aceitou assim que o convidaram. “Tinha muitas dúvidas sobre aquilo que era capaz de fazer num registo desses. Sempre uma pessoa muito reservada e, portanto, quando fui desafiado pus todas as interrogações e todas as dúvidas. Achei que ‘A Máscara’ era a oportunidade de mostrar um lado mais desportivo, menos convencional e mais divertido“, confidenciou.

“Estava na hora de me ridicularizar porque nós não nos devemos levar muito a sério ou totalmente a sério. A vida é uma corrida muito curta”, acrescentou.

A morte da irmã

Na mesma conversa, Rui Santos recordou em lágrimas a morte da irmã. “A minha irmã morreu de parto, mas a minha sobrinha sobreviveu e hoje é uma mulher absolutamente emancipada, que neste momento está fora do país”, contou. “Foi um momento terrível, sobretudo para a minha mãe e eu perdi o sol. Perdi, não queria mas desculpa”, interrompeu, em lágrimas. “A minha irmã era uma miúda bonita, era extensão da minha mãe, era a alegria, a vontade de viver”, explicou.

Como dá conta a Nova Gente, este foi um momento duro que fez com que Rui se focasse mais no trabalho. Até porque, nesse momento, não tinha tempo para pensar na dor. “Tentei esconder-me um bocadinho no trabalho“.

“O trabalho salvou-te?”, questionou o apresentador. “Nunca salva totalmente. A ferida é tão grande que está cá sempre. É uma dor que está instalada e que faz parte de nós. Há momentos que aparece com outra intensidade e o facto de estarmos a fazer coisas reduz um bocadinho mas está sempre cá”, respondeu o comunicador.

Texto: Márcia Alves; Fotos: Reprodução

LEIA MAIS
Bernardina chora ao recordar traições de Tiago: «Custa-me falar disto»

 

Impala Instagram


RELACIONADOS