Jorge Gabriel volta a perder familiar após morte do pai com covid-19

Jorge Gabriel volta a perder mais um membro da família devido à covid-19, pouco dias depois de perder o pai pelas mesmas razões. O apresentador assumiu, nas redes sociais, a sua revolta sobre o contexto pandémico e deixou ainda um alerta.

Jorge Gabriel volta a perder familiar após morte do pai com covid-19

Jorge Gabriel volta a perder mais um membro da família devido à covid-19, pouco dias depois de perder o pai pelas mesmas razões. O apresentador assumiu, nas redes sociais, a sua revolta sobre o contexto pandémico e deixou ainda um alerta.

Jorge Gabriel chora a morte de mais um familiar devido à covid-19, pouco mais de uma semana após perder o pai, vítima da mesma doença. O rosto da estação pública não detalhou quem foi a pessoa da família que morreu com o novo coronavírus, mas mostrou-se revoltado com algumas notícias que têm sido divulgadas.

“Hoje perdi mais um familiar. Este luto não é meu. É de todos”, escreveu neste sábado, 30 de novembro. “Como é possível continuarem refeições em restaurantes às escondidas? Jogos de cartas em cafés? Fugas de restaurantes para esgotos?

«Fiquem em casa, por favor», pede Jorge Gabriel

Jorge Gabriel
“Festas de sexo em clubes? Compras feitas em supermercados por famílias inteiras? Que vergonha”, lamenta Jorge Gabriel

“Festas de sexo em clubes? Compras feitas em supermercados por famílias inteiras? Que vergonha”, escreveu, deixando um apelo a todos os seguidores.

“Fiquem em casa, por favor”, escreveu no final da publicação, levando vários fãs do apresentador a deixarem-lhe mensagens de condolências e de apoio.

Apresentador desolado com cerimónia de despedida do pai

Este sábado, 30 de janeiro, faz uma semana que Jorge Gabriel prestou a última homenagem ao pai. Nas redes sociais, o apresentador da RTP mostrou-se triste e desolado com a cerimónia, obrigada a muitas restrições devido à pandemia de covid-19.

“Cinco dias após partir, consegui cruzar-me, pela última vez, com o corpo do Sr. Albano. Nunca lhe poderei chamar cerimónia. Cinco minutos talvez. Entre chegar o carro funerário, retirar as flores, e seguir para o crematório, tudo se desenrola num ápice. Normas Covid…”, começou por lamentar na sua página do Instagram, onde publicou uma foto do pai.

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Impala e reprodução redes sociais

Impala Instagram


RELACIONADOS