João Baião recorda frase da mãe que o marcou para sempre

João Baião esteve à conversa com os dois irmãos e revelou uma frase que a mãe lhe disse, quando já estava “muito débil”, e que o apresentador nunca esqueceu. A mãe de João morreu em 2019.

João Baião recorda frase da mãe que o marcou para sempre

João Baião recorda frase da mãe que o marcou para sempre

João Baião esteve à conversa com os dois irmãos e revelou uma frase que a mãe lhe disse, quando já estava “muito débil”, e que o apresentador nunca esqueceu. A mãe de João morreu em 2019.

A SIC transmitiu uma conversa de João Baião com os irmãos, José e Maria do Rosário, no programa “Júlia” da tarde desta sexta-feira, dia em que o apresentador e a irmã celebraram 58 anos. Foi nesse momento que o rosto das manhãs do mesmo canal confessou que nunca esqueceu uma frase que a mãe lhe disse quando já estava “muito débil”. “Houve uma coisa que me marcou um bocadinho, já no estado em que a mãe estava muito débil, em que eu estava no hospital. Eu dizia-lhe sempre ‘mãezinha, tenho muito orgulho em si. Amo-a muito'”, começou por recordar Joao Baião. “Foi uma coisa que me marcou imenso. E ela virou a carinha e disse: ‘Ó, agora? Só agora é que dizes isso?'”, desabafou o comunicador. “Acho que me faltou dizer-lhe isso”, confessou.

A mãe, há dois anos, e o pai, há 11, de João, José e Maria do Rosário morreram ambos, em anos diferentes, mas na véspera do aniversário dos gémeos. Hoje, esse é “um dia agridoce”, disse o apresentador. Os irmãos de João Baião reconheceram que a mãe e o apresentador tinham uma ligação especial. “Ela identificava-se contigo. Isso não punha em causa o amor que ela tinha por nós. Mas era uma identificação que ela tinha contigo”, contou José.

João Baião venceu um Globo de Ouro… e estragou-o logo a seguir

João Baião recebeu o Globo de Ouro de Personalidade do Ano na categoria de Entretenimento na gala dos prémios organizada pela SIC que se realizou no passado domingo, 3 de outubro. No dia seguinte, um acidente deixou a estatueta amolgada e o apresentador triste.  “Levei o Globo de Ouro para o ‘Casa Feliz’ e caiu. Já o amolguei”, disse Baião a Júlia Pinheiro, no dia seguinte à cerimónia. “Estou tão triste. Amolguei a cabeça do Globo, fiquei mesmo triste. Odeio coisas avariadas, porque sou muito cioso das minhas coisinhas. Quando os maquinismos se avariam, eu também fico passado. Incomoda-me mesmo estas coisinhas, mas pronto… É um globo diferente de todos os outros”, continuou.

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: Reprodução Instagram

LEIA DEPOIS
Quintino Aires volta a comentar o Big Brother

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS