João Adelino Faria criticado após entrevistar André Ventura

João Adelino Faria foi alvo de fortes críticas pela forma como conduziu a entrevista a André Ventura nesta terça-feira, dia 15, na RTP. Seguidores consideram que o jornalista não foi imparcial.

João Adelino Faria criticado após entrevistar André Ventura

João Adelino Faria criticado após entrevistar André Ventura

João Adelino Faria foi alvo de fortes críticas pela forma como conduziu a entrevista a André Ventura nesta terça-feira, dia 15, na RTP. Seguidores consideram que o jornalista não foi imparcial.

João Adelino Faria está a ser fortemente criticado pela forma como entrevistou André Ventura, do Chega, numa emissão em direto, tanto para a RTP1 como para a RTP3, nesta terça-feira, dia 15 de dezembro.

Os comentários pejorativos ao pivô da RTP estão a circular tanto pelas redes sociais como pelo próprio site da estação pública.

“Adelino Faria não está a ser nada bom jornalista, como todos, mostra o ódio ao Chega, deixem falar o homem, isto não são entrevistas esclarecedoras e sim acusações”, comentou um internauta. Outro opinou: “E pagamos nós o ordenado a “não profissionais” como este… ser jornalista exige imparcialidade, algo que este sujeito nem deve saber o que é.”

Em causa está a condução da entrevista ao candidato à Presidência, que, segundo a opinião dos seguidores não foi neutra: “Não sou do partido do entrevistado, mas foi muito mal conduzida e favoreceu a sua política com constantes interrupções e mas interpelações”.

Ainda, outro seguidor atirou, sem ‘papas na língua’, acusando João Adelino Faria de exprimir “ódio” durante a conversa com Ventura: “Pessoalmente detesto Ventura e as suas ideias mas este jornalista não é um jornalista! As entrevistas para com quem adora, não liga nenhuma ou odeia, são totalmente diferente. Ego neutro ali não há. Há muitos anos que não devia sequer estar numa televisão pública mas ultimamente é um radical absoluto. Gravem e revejam a entrevista. Pode muito bem ser que o sindicato dos jornalistas tenha que explicar se isto é jornalismo. Fala muito mais que o entrevistado e cada frase é uma propagação pessoal de ódio. Quase que até dá pena ver a postura exemplar do Ventura, que nada tem de exemplar”

Também a própria RTP está a ser censurada. Outra crítica: “Tristemente, RTP, o que fica desta entrevista é um jornalista pouco profissional, absolutamente parcial, péssimo moderador, prepotente, entre outros adjectivos que não se coadunam com o tipo de entrevista que cada candidato merece. Partidos à parte, gostava que fosse possível ouvir o que cada candidato tem a dizer”

Com aproximação das Eleições Presidenciais no final de janeiro de 2021, esta é uma das entrevista ao rol de candidatos. Na semana passada, João Adelino Faria entrevistou o político João Ferreira, do partido PCP.

Miguel Sousa Tavares também foi criticado

A 16 de novembro, Miguel Sousa Tavares entrevistou o líder do Chega, André Ventura, na TVI, e o cenário foi o mesmo. O jornalista foi igualmente criticado pela forma como abordou o político.

“Miguel Sousa Tavares acabou de chamar medíocres à maior parte dos portugueses, diz que só gente medíocre aceita trabalhar a ganhar pouco. Este senhor está completamente fora da realidade do país. É um discurso completamente alucinado!”, disse um internauta. Ainda, outro atirou: “Mas que entrevista é esta? Miguel Sousa Tavares a julgar e fazer comentários dececionantes… tudo menos fazer questões, ou ajudar no esclarecimento aos portugueses.”

A imparcialidade tem sido o aspeto mais abordado pelos telespectadores nos comentários após as entrevistas realizadas a Ventura.

Texto: Carolina Sousa; Fotos: Redes Sociais

 

Impala Instagram


RELACIONADOS