Filha de Joana Diniz é vítima de racismo: «Tens uma filha preta, que horror»

Joana Diniz é vítima de racismo.

Filha de Joana Diniz é vítima de racismo: «Tens uma filha preta, que horror»

Joana Diniz é vítima de racismo.

Joana Diniz, de 27 anos, partilhou com os seguidores esta segunda-feira, dia 27 de janeiro, uma mensagem que recebeu no Instagram a atacá-la e a seguidora decidiu usar a filha da ex-concorrente da Casa Dos Segredos como alvo. «Tens uma filha preta, que horror», afirmou a seguidora de Joana Diniz. A recém-mamã publicou um InstaStorie com a notícia que recebeu e parece que a caixa de mensagens da mãe de Valentina «entupiu».

Esta terça-feira, 28 de janeiro, Joana Diniz quis justificar-se e decidiu partilhar nas redes sociais, vários vídeos dentro do carro. «Olá gente, tenho a caixa de mensagens do Instagram completamente entupida por causa de um InstaStorie, de ontem, que eu partilhei convosco de um comentário que uma menina teve a infeliz ideia de me enviar» começou por dizer.

A ex-concorrente da Casa Dos Segredos não percebeu o fundamento da mensagem porque a seguidora tem «um filho mulato e ouve kizomba». «Não entendo, ela quis tentar atingir-me, mas em vez de me atingir a mim, ela jogou baixo e jogou com a minha filha. Isso não gente», contou.

Revoltada e pasmada

«Tentar atingir as pessoas com os filhos é a coisa mais feia que se pode fazer», continuou a dizer Joana. Até chegou a afirmar que «preferia» que a rapariga lhe mandasse uma mensagem a ela «a chamar -lhe não sei quantos nomes».

A mãe de Valentina decidiu publicar esta mensagem com os seguidores porque acha que os fãs dela pensam que ela só «recebe mensagens bonitas». «Recebo sempre mensagens de carinho para a minha filha, mas esta foi a primeira vez que não e passei-me. Fiquei chocada, como é que isto acontece? Ela é nova e tem um filho mulato», voltou a repetir.

Com a partilha que fez, Joana recebeu imensos testemunhos de mães que «sofrem horrores porque têm filhos mulatos e pretos». «As crianças sofrem porque os pais das outras crianças não querem que eles brinquem com os outros meninos porque são pretos. Opa, eu não estou preparada para isto. Se algum dia isto me acontece, eu não sei», referiu.

No final, Joana Diniz terminou com uma mensagem positva. «Quero acreditar que as coisas vão mudar. Falta mais humanismo, mas vou acreditar que isto muda. Como não sou racista e para mim é tudo igual, eu não percebo quem o seja, mas pronto», terminou.

Texto: Carolina Sá Pereira

LEIA MAIS
Noémia Costa recorda passado com Licínio e diz: «A minha filha foi feita com muito amor»

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS