Famosos revoltados com Grande Prémio de Portugal de F1: «Vergonha!»

A realização do Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1, em Portimão, em tempos de Covid-19 está a gerar uma onda de indignação nas redes sociais, com vários famosos a apontar o dedo ao Governo.

Famosos revoltados com Grande Prémio de Portugal de F1: «Vergonha!»

Famosos revoltados com Grande Prémio de Portugal de F1: «Vergonha!»

A realização do Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1, em Portimão, em tempos de Covid-19 está a gerar uma onda de indignação nas redes sociais, com vários famosos a apontar o dedo ao Governo.

Este sábado, 24 de outubro, realizou-se, pela primeira vez em 24 anos, o Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1, em Portimão, e a realização do evento em tempos de pandemia da Covid-19 está a gerar uma onda de indignação nas redes sociais.

Foram vários os famosos que reagiram com desagrado ao facto de Portugal ter aprovado a realização do evento numa altura em que o número de casos diários está em constante crescimento. Jorge Gabriel recorreu ao instagram para expor a sua indignação.

«Alguém me diz, por favor, se a pandemia acabou? O que é que me escapou? Hoje não apresentaram um relatório com 3669 novos doentes e mais 21 mortos? Estarei baralhado ou esta foto é de hoje no autódromo de Portimão? Assim isto vai acabar mal», escreveu na legenda de uma fotografia do evento, onde é possível ver as bancadas do autódromo de Portimão cheias.

«Não tenho orgulho nenhum em ser portuguesa»

Também Zulmira Ferreira reagiu às imagens divulgadas nas redes sociais. «Vergonha! Eu sou fã de F1, mas atendendo à situação que vivemos, isto é inadmissível! Será que a Covid-19 foi de fim de semana para nós, pequenos portugueses, recebermos o circo? Não tenho orgulho nenhum em ser portuguesa. E as centenas de empresários que continuam de portas fechadas sem poderem trabalhar?», pode ler-se nos Instastories.

O fotógrafo João Portugal foi mais longe e aponta o dedo ao Governo, acusando-o de «falta de coereência» e garantindo que «não vai respeitar o estado de calamindade de 30 de outubro a 3 de novembro.»

«Mas que mer** de Governo temos nós?? Que falta de coerência! Se acham que vou respeitar o estado de calamidade de 30 Outubro a 3 de Novembro, estão bem enganados porque não vou. Já não acredito mais nisto! Cada vez mais a fazer a minha vida normal, farto, farto, farto de sermos enganados pelos VAMPIROS DO POLEIRO. Não me posso deslocar fora do concelho porque sou multado e porque os chulos do governo precisam de $$$$$, mas podem haver eventos de Fórmula1 . É uma falta de respeito a quem não tem 10 euros para comer. Que palhaçada, meu Deus!», escreveu no Facebook.

Iva Domingues e Júlio Isidro duramente criticados

Se por um lado houve quem criticasse, também houve quem fosse assistir à prova de Fórmula 1, como foi o caso de Iva Domingues e Júlio Isidro. Os dois apresentadores partilharam nas redes sociais imagens do evento e, rapidamente, os fãs de ambos teceram algumas críticas nos comentários.

«O exemplo das figuras públicas…», «É isto que temos na sociedade. Para a semana, quem quiser ir deixa uma flor nos ente queridos que se lixe. Bravo, adoro quando há pessoas que defendem estas atitudes», escreveram na publicação de Iva Domingues.

«Há cinco dias, dizia que raramente saía de casa, que tinha muito medo do vírus, e agora mete-se no meio de 25 mil pessoas?», pode ler-se na caixa de comentários de uma imagem partilhada por Júlio Isidro.

Texto: Mafalda Mourão; Fotos: D.R. e Redes Sociais

LEIA MAIS

Meteorologia: Previsão do tempo para segunda-feira, 26 de outubro

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS