Filhos de Rita Marrafa De Carvalho em pânico com viagem de taxi

Jornalista da RTP relatou viagem de táxi atribulada e denuncia falta de civismo. Rita Marrafa de Carvalho estava acompanhada pelos dois filhos.

Filhos de Rita Marrafa De Carvalho em pânico com viagem de taxi

Jornalista da RTP relatou viagem de táxi atribulada e denuncia falta de civismo. Rita Marrafa de Carvalho estava acompanhada pelos dois filhos.

O regresso de férias de Rita Marrafa de Carvalho terminou da pior maneira. A jornalista da RTP relatou nas redes sociais como uma corriqueira viagem de táxi desde o aeroporto de Lisboa até casa se transformou num verdadeiro pesadelo.

“Aterrei no aeroporto e fui para a fila dos táxis. Entrei num com os meus dois filhos, de 6 e 11 anos. Eram 8 da manhã. O taxista pergunta-me para onde. Dou a morada. Pergunta onde é isso. Digo que fica na Ajuda. E descamba.
‘Eishhh… tinha de ser comigo. Por favor… como é possível”.”, começa por relatar a jornalista.

À medida que a viagem prosseguia, o estado de espírito do taxista foi piorando, como conta Rita Marrafa de Carvalho:

“Começa a conduzir e continua bufando e dizendo “Uma viagem destas… hora e meia na fila para isto”. Pergunto se há algum problema com o destino. ‘Há, claro. Vou atravessar Lisboa e tenho de regressar outra vez. Com trânsito. Estou ali há uma hora e meia’.  Digo que o cliente não tem culpa disso. ‘Claro… a senhora não tem culpa. Eu é que estava na hora errada, no local errado.'”.

Neste momento, os filhos da jornalista, Mariana e Miguel, começam a ficar “assustados”.

“Todo o caminho feito nestes preparos. Indico o melhor caminho. Chegámos à rua: 12,05€. ‘Uma viagem destas!! 12 euros. Para isto. Até eu pagava 12 euros… pffff… realmente. Tarifas fixas é o que dá. 12 euros.” E agora voltar.”
Os miúdos saem incomodados. Sem perceber. Tiramos as malas e ele seguiu resmungando. A mais velha pergunta-me qual foi o problema. Digo-lhe ‘má educação’.
O motorista do Citroen 35-OX-64 que nesta sexta-feira fez este miserável serviço é a prova provada do motivo pelo qual a Uber e a Cabify ganham cada vez mais adeptos.
Senti-me envergonhada por este postal surreal de quem aterra e viaja de táxi. E todos os associados da Antral deveriam sentir o mesmo.”

Fotos: Arquivo Impala

Veja ainda:

Impala Instagram


RELACIONADOS