Fátima Lopes apanha “sova descomunal” em Moçambique “por ser branca”

Fátima Lopes mudou-se para Moçambique com a família e durante três anos passou por várias episódios violentos de “racismo por ser branca”.

Fátima Lopes apanha “sova descomunal” em Moçambique “por ser branca”

Fátima Lopes mudou-se para Moçambique com a família e durante três anos passou por várias episódios violentos de “racismo por ser branca”.

Fátima Lopes desabafou a Rita Ferro Alvim e relatou os duros episódios de racismo nos três anos em que viveu em Moçambique com a família. Foi “um estalão de realidade”. “Alegre fui sempre, mas até ir para Moçambique era muito menina da mamã. Quando vou para Moçambique levo um estalão de realidade”, disse. A apresentadora tinha 8 anos quando se mudou, juntamente com a família, para África. “A realidade era muito diferente. A cultura também. Passei lá alguns momentos bastante complicados de integração.”

Fátima Lopes sofreu de “racismo por ser branca”

Fátima confessou que passou por situações de “racismo por ser branca”. “Já para lá fui depois da Independência, em 1977. Os portugueses já tinham voltado e nós estávamos a ir”, explicou. “Fui colocada de lado na escola porque era a única branca. As crianças não aceitavam. Não brincavam comigo.” A mãe, sabendo da situação, foi à escola falar com o diretor. “Ele juntou as crianças e explicou que a única diferença que existia entre nós era que a minha pele era branca e a deles preta. A partir daí, o problema deixou de existir.”

“Deram-me uma sova descomunal”

“Sofri bullying por parte de um grupo de garotas da escola, de novo por ser branca. E tive de começar a defender-me.” Durante “algum tempo”, teve de ser acompanhada pela mãe, para não sofrer às mãos de um grupo de colegas. “Faziam-me esperas à frente da escola.

“A minha mãe teve de ir buscar-me durante um período, porque, uma vez, apanharam-me sozinha e deram-me uma sova descomunal.” Fátima Lopes revelou que estas situações acabaram por torná-la na “mulher desenrascada” que hoje é. Apesar de tudo, diz ter sido “muito feliz em Moçambique”. “África é liberdade.”

Texto: Mariana de Almeida;
Fotos: Impala e reprodução Instagram

LEIA AGORA
Cláudio Ramos revela hábito inédito: «Gosto da minha salsicha»
Cláudio Ramos revela hábito inédito: «Gosto da minha salsicha»
Cláudio Ramos revelou em direto uma curiosidade peculiar quando vai à feira da sua terra. A confidência do apresentador da TVI fez soltar gargalhadas em estúdio do programa “Dois às 10”. “Eu gosto da minha salsicha… não posso fazer nada”, disse. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS