Família de Pedro Lima veste-se «à Sporting» para recordar ator

Sporting oferece um conjunto de objetos ligados ao clube à família de Pedro Lima, entre os quais a manta fúnebre.

Família de Pedro Lima veste-se «à Sporting» para recordar ator

Família de Pedro Lima veste-se «à Sporting» para recordar ator

Sporting oferece um conjunto de objetos ligados ao clube à família de Pedro Lima, entre os quais a manta fúnebre.

«Por cada Leão que cair, outro Leão se levantará». É com este lema que João Francisco Lima, o filho mais velho de Pedro Lima, mostra uma camisola que o Sporting ofereceu à família do ator.

O artista, que morreu aos 49 anos na Praia do Abano, em Cascais, tinha uma forte ligação ao clube lisboeta.

Aliás, uma semana depois de Pedro Lima ter perdido a vida, no jogo do Sporting com o Belenenses, os jogadores exibiram fumos negros com a mesma inscrição, frase atribuída a António Oliveira usada então como uma homenagem ao ator.

A fotografia partilhada por João, de 22 anos, reúne ainda os filhos de Pedro e de Anna Westerlund, bem como  a irmã do ator e outros elementos da família.

A nossa revista sabe que o Sporting ofereceu um conjunto de outros objetos, entre os quais a manta fúnebre com as cores do clube que foi usada nas cerimónias de despedida do ator e a camisola que se pode ver na imagem. Aquando a morte de Pedro Lima, o Sporting fez também uma nota de condolências no seu site oficial.

 

«Serás sempre o Maior»

Quatro dias depois da morte de Pedro Lima, a 20 de junho, o Sporting prestava um tributo publicado no site oficial do clube. A mensagem foi assinada por Artur Costa, antigo nadador olímpico.

Além de ser um adepto fervoroso do Sporting, o ator foi nadador do clube leonino.

Leia o texto na íntegra:

«Para nós, os teus amigos da natação do Sporting Clube de Portugal, tu serás sempre o Maior! O Maior, Lima

A nossa história começou em Janeiro de 1979, quando foi criada a secção de natação do Sporting Clube de Portugal, clube e modalidade que nos uniu para a vida e para os quais sempre tivemos uma paixão profunda.

Tivemos o privilégio de ter uma pessoa brilhante a comandar a nossa Nau, o nosso treinador e amigo, António José de Almeida, mais conhecido como o Tó Zé, que para além de ser uma pessoa apaixonada pelo que fazia, era também um conhecedor da modalidade, um líder carismático, que carregava consigo um conjunto de valores irrepreensíveis, e que nos têm guiado ao longo das nossas vidas.

Nessa altura, tu ainda miúdo com 7/8 anos, eras considerado o futuro da natação do Sporting CP, rapidamente demonstraste todas as qualidades que sempre te foram reconhecidas enquanto atleta. Era ver a tua fotografia espalhada por todos os jornais desportivos, fazendo referência às tuas magníficas prestações, fossem através de recordes nacionais ou títulos de Campeão Nacional conquistados.

Rapidamente, a equipa de natação do Sporting Clube de Portugal entrou na esfera da elite da modalidade em Portuga e foi graças também a alguns poucos atletas como tu, que o Sporting CP é hoje considerado, se não o melhor, certamente um dos melhores do panorama nacional.

Durante o nosso percurso enquanto atletas construímos fortes relações de amizade que se transportam até aos dias de hoje. Se por um lado havia um treinador inigualável, por outro, também tínhamos um conjunto de atletas cheios de valores. A honra, o compromisso, o respeito, a honestidade, a cooperação, o perfeccionismo, e a vontade de vencer pautavam a nossa conduta, e tu estavas lá, à frente a dar o exemplo!

Formámos uma verdadeira família, uma comunhão de ideias e ideais, entre atletas, treinadores e familiares, onde ninguém ficava para trás e que apesar de estarmos a praticar um desporto individual, o nosso espírito era colectivo.

Durante este nosso percurso enquanto atletas, tu ias demonstrando a tua coragem, a tua irreverência e tua paixão pelas artes. Fosse através do surf que praticavas ao fim-de-semana, numa altura em que muito poucos o faziam, fosse nos saltos das pranchas de 10 metros, ou simplesmente a declamar poemas durante as nossas deslocações.

As nossas carreiras desportivas foram evoluindo e tu continuavas a liderar na modalidade. Foste um dos primeiros atletas do Sporting Clube de Portugal a ir a uns Jogos Olímpicos em natação – Seul 1988 e Barcelona 1992 –, o expoente máximo que qualquer atleta pretende atingir.

Como em todas as carreiras desportivas também as nossas chegaram ao fim e cada um de nós seguiu o seu caminho, mas a amizade do nosso grupo continuou a crescer. Já durante as férias de Verão subsequentes à nossa paragem desportiva, que passávamos invariavelmente em conjunto, deu-se mais um momento marcante das nossas vidas, que acabou por resultar no fabuloso grupo de amigos que temos hoje. A geração de atletas nascidos nos finais dos anos 70 junta-se à nossa geração, aos nascidos no final da década de 60, inícios de 70. O nosso grupo explodiu de fortes emoções, aventuras e atitudes de companheirismo. Somos um só, marchamos todos a uma só voz, a um só chamamento, e que em muitíssimas vezes era o teu!

Os anos foram passando e o nosso grupo foi aumentando. Casámos, tivemos filhos, em número mais do que quadruplicámos. Somos vistos como um exemplo na forma como as nossas amizades perduraram e continuaram a crescer. Juntamo-nos aos fins-de semana, juntamo-nos nas férias de Verão, juntamo-nos no Natal, juntamo-nos! Todas as ocasiões são argumentos para estarmos juntos. O motivo que mais nos orgulha é ver hoje os nossos filhos a comungar dos mesmos princípios que nos nortearam durante toda a vida. As vitórias de cada um deles são também as vitórias de cada um de nós!

Também neste aspecto tu deste o exemplo, foste um pai extremoso e um marido dedicado, desdobraste-te em mil para acompanhar os teus miúdos (o João Francisco, a Emma, a Mia, o Max e a Clara) e dar-lhes os melhores ensinamentos e proporcionares-lhes o que de melhor há na vida. A Anna é o teu orgulho, a tua artista, a tua musa inspiradora, que te fez sonhar!

A tua família, onde se incluem avós, pais, irmã, tios, filhos e sobrinhos, foram sempre tudo para ti – há poucos exemplos como o teu, de tanta dedicação! Mas talvez um dos aspectos que mais nos fascinava era a tua capacidade de seres omnipresente nos mais diversos grupos de amigos e teres tantos amigos que te queriam bem e que te consideravam o seu herói. Com um sorriso iluminavas qualquer sala, tinhas um coração enorme e um pensamento lúcido para ajudares todos eles.

Para nós, os teus amigos da natação do Sporting Clube de Portugal, tu serás sempre o Maior! O Maior, Lima!

O Maior Atleta, O Maior Artista, O Maior Amigo, O Maior Neto, O Maior Filho, O Maior irmão, O Maior Tio, O Maior Pai, O Maior Marido!

O Maior!

Fazes-nos falta! Estamos cheios de saudades tuas! Mas queremos acreditar que estás em paz!

Aos teus familiares nós dizemos: presentes! Para o que eles acharem que podemos ser úteis.

Até sempre, Lima! Amamos-te!».

Texto: Ana Filipe Silveira e Raquel Costa; Fotos: Reprodução redes sociais

 

Impala Instagram


RELACIONADOS