Emanuel ajuda mulher a deixar «o mundo dos mortos»

Emanuel conta episódio arrepiante passado com fã. Durante a entrevista com Fátima Lopes, no programa Conta-me como És, da TVI, o cantor narrou momentos nunca antes revelados

Emanuel ajuda mulher a deixar «o mundo dos mortos»

Emanuel conta episódio arrepiante passado com fã. Durante a entrevista com Fátima Lopes, no programa Conta-me como És, da TVI, o cantor narrou momentos nunca antes revelados

Emanuel foi o entrevistado de Fátima Lopes, este sábado, 1 de junho, no programa da TVI Conta-me Como És. O cantor desfiou alguns dos momentos mais importantes da sua vida. O mais marcante foi o que aconteceu com uma fã. A história parece digna de filme, mas foi a própria mulher que a contou e Emanuel não quis deixar de partilhar.

ÚLTIMA HORA
Pânico em Veneza quando um navio de cruzeiro perdeu o controlo [vídeo]

«Ela tinha estado em coma profundo», conta Emanuel

«Às vezes acontecem-me coisas diferentes», começou por dizer o artista, nascido há 62 anos em Covas do Douro com o nome de Américo Monteiro. Uma delas foi quando estava a dar uma sessão de autógrafos e recebeu um telefonema de uma senhora. «Ela não queria um autógrafo, mas contar-me uma coisa», explicou. «Ela tinha estado em coma profundo durante muito tempo e ouviu a canção Felicidade, de que gostava muito. Estava a dar numa televisão ao lado de onde estava, penso eu. Essa senhora acordou. Deixou o mundo dos mortos para regressar ao mundo dos vivos», disse Emanuel.

«Isso é tão difícil como agora passar aqui uma estrela cadente», respondeu. «E olho para o céu e passa uma»

Este não terá sido o único episódio «diferente», como os apelida, vivido pelo autor de sucessos da música popular como Ritmo do Amor, Pimba Pimba, Rapaziada Vamos Dançar ou Hino à Alegria. Numa oura ocasião, estava na estrada depois de um concerto próximo de Bragança, «eram umas duas de manhã», quando o companheiro de viagem lhe disse que o cantor devia «fazer um sucesso internacional». «Isso é tão difícil como agora passar aqui uma estrela cadente», respondeu. «E olho para o céu e passa uma», lembra.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para este domingo, 2 de junho
Homem mata filho em Pombal com arma branca
José Antonio Reyes «não merece uma homenagem como se fosse um herói»

Impala Instagram


RELACIONADOS