Dolores Aveiro recorda passado: «Nunca tive uma infância feliz»

Num regresso ao passado, Dolores Aveiro recorda como os pais eram rigorosos com ela e com os irmãos. A sua infância e juventude foi marcada por “muito trabalho” e sem tempo para brincar. “Não tenho boas memórias”, confessou.

Dolores Aveiro recorda passado: «Nunca tive uma infância feliz»

Num regresso ao passado, Dolores Aveiro recorda como os pais eram rigorosos com ela e com os irmãos. A sua infância e juventude foi marcada por “muito trabalho” e sem tempo para brincar. “Não tenho boas memórias”, confessou.

Dolores Aveiro cresceu numa família numerosa, com dez irmãos, mas o passado não lhe traz boas recordações. Quem o diz é a própria no podcast ADN de Leão, conduzido por Guilherme Geirinhas. Numa viagem pelo tempo, Dolores Aveiro contou que aprendeu o mesmo ofício dos pais – “a obra de vimes” – e fazia cestas como o seu ganha-pão. “Começava aos cinco e meio da manhã e acabava às sete da tarde. Era muito tempo”, referindo-se à quantidade de horas laborais.

“Não tenho boas memórias. Os meus pais queriam pôr-nos a trabalhar para fazer dinheiro”, disse, explicando que a lhe serviu como uma lição: “Aprendi a dar mais valor à vida.” Com memórias pesadas, Dolores Aveiro continuou partilhando a dura realidade em que viveu: “O meu pai chateava-nos no fim de semana porque quando eu tava chateada fazia mais cestos. Num dia normal, eu fazia 110 cestos e se ele me chateasse fazia 130”. “Foi trabalhar muito para sustentar os meus filhos para lhe dar uma boa educação (…) tentei transmitir tudo de bom para eles”, contou ainda sobre a vida após ter nascido os filhos, Hugo Aveiro, Cristiano Ronaldo, Kátia e Elma Aveiro.

O tempo passado no orfanato

Mas não foi só. Dolores Aveiro também recordou o tempo em que passou no orfanato após a morte da mãe. “No orfanato tive boas e más memórias. Daí tirei a educação”, prosseguiu, mas não se lembra de ter brinquedos. “Não me lembro [do primeiro brinquedo] porque fiquei órfã com seis anos. Depois o meu pai casou-se com uma mulher que tinha cinco filhos. (…) Naquela casa havia 13 filhos, portanto não havia brinquedos”, confessou. Em jeito de desabafo, Dolores Aveiro rematou: “Nunca tive uma infância feliz”.

Texto: Carolina Sousa; Fotos:  Redes Sociais

LEIA AINDA
Dolores Aveiro insultada em café responde à letra: “Vaca”

Impala Instagram


RELACIONADOS