Diogo Carmona A reação à sentença: «Vou continuar a bater na mesma tecla. Vou retratar a minha vida toda»

Diogo Carmona foi condenado a quatro anos de pena suspensa por cinco crimes de ofensa à integridade física qualificada e um crime de ameaça agravada contra a mãe, Patrícia Carmona, e pelo crime de violência doméstica contra a avó materna

Diogo Carmona A reação à sentença: «Vou continuar a bater na mesma tecla. Vou retratar a minha vida toda»

Diogo Carmona A reação à sentença: «Vou continuar a bater na mesma tecla. Vou retratar a minha vida toda»

Diogo Carmona foi condenado a quatro anos de pena suspensa por cinco crimes de ofensa à integridade física qualificada e um crime de ameaça agravada contra a mãe, Patrícia Carmona, e pelo crime de violência doméstica contra a avó materna

À saída do Tribunal de Cascais, Diogo Carmona – que foi condenado a quatro anos de pena suspensa por cinco crimes de ofensa à integridade física qualificada e um crime de ameaça agravada contra a mãe, Patrícia Carmona, e pelo crime de violência doméstica contra a avó materna – reagiu à sentença. Questionado pelos jornalistas no local se esperava ser absolvido, o ator disse apenas «claro».

«Não tenho nada a dizer. Acima de tudo, a ordem, a progressão, a bondade são valores que eu estimo e vou continuar a bater na mesma tecla», afirmou, revelando ainda que se prepara para lançar um livro sobre a sua vida e que vai incluir nele toda a história da má a relação que tem com a mãe: «Estou a escrever um livro autobiográfico. Vou retratar a minha vida toda».

«Os fundamentos que foram ali empregados, com todo o respeito pela sentença, não são dados como provados»

Veja a notícia completa aqui

Notícia www.novagente.pt

Impala Instagram


RELACIONADOS